Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Ninja se irrita após Twitch promover pornografia em seu antigo canal

No último domingo (11), o streamer Tyler "Ninja" Blevins publicou um vídeo no qual criticou a Twitch depois que a plataforma utilizou o antigo canal do influenciador para promover outros streamers e até mesmo transmissões com conteúdo pornográfico.

Muitos influenciadores quando mudam de plataforma, caso de Ninja que agora faz transmissões ao vivo no Mixer, mantém seus canais antigos na Twitch, mas as páginas não costumam ser utilizadas para promover outros influenciadores.

"Como vocês sabem eu faço lives no Mixer agora, meu time e eu trabalhamos para que a transição entre plataformas fosse feita da maneira mais suave e profissional possível. Não falamos nada ruim ou negativo sobre a Twitch, obviamente porque não tínhamos razão para isso. Nos últimos dias aconteceram algumas coisas chatas, mas deixamos para lá porque queríamos ser profissionais. Mas se você entrar no meu antigo canal agora, eles estão lá promovendo outros canais, isso nunca foi feito com nenhuma outra página, só a minha", reclamou Ninja.


"Eu faço transmissões há oito anos para construir meu canal e minha marca, tenho 14,5 milhões de seguidores e eles continuam usando meu canal para promover outros influenciadores. Um canal pornográfico foi recomendado no meu canal e eu não posso falar nada? Isso é o limite para mim. Estamos tentando derrubar o canal e fazer com que não promovam outros influenciadores lá. Para todos aqueles viram aquilo, que tem filhos que viram aquilo sem querer fazê-lo, eu peço desculpas."


Confira abaixo o vídeo de Ninja:



Quase três horas depois, Ninja atualizou seus fãs sobre a situação, afirmando que a Twitch havia deixado de promover outras transmissões e que sua página na plataforma estava sendo mostrada como qualquer outra que está desativada.

No Twitter, Emmet Shear, chefe executivo da Twitch, se desculpou sobre o ocorrido. Segundo Shear, é comum que canais sejam utilizados para promover outras páginas, mas que isso não deveria ter acontecido com o canal de Ninja, já que ele deveria estar offline.

"O conteúdo que apareceu na página de Ninja viola grosseiramente nossos termos de serviço e nós suspendemos a conta em questão", esclareceu o CEO. "Em uma declaração mais pessoal, quero me desculpar diretamente com o Ninja. Não foi nossa intenção, mas jamais deveria ter acontecido. Não há desculpas para isso", finalizou.

Fonte: Vs

Comentários

12 Ago, 2019 - 15:47

856 Views

Comentários