Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Para driblar censura, lojas chinesas vendem games com nomes diferentes

Nos últimos meses as autoridades chinesas barraram diversos jogos, causando problemas pra Tencent, que não conseguiu aprovar games como o "Fortnite" e "PUBG" por conta dos seus modelos de micro-transações. Outros jogos com temáticas mais violentas e de terror também foram barrados e estão sendo banidos da China. As proibições forçaram muitos varejistas a usarem a criatividade para conseguir vender os jogos.

Segundo reportagens dos sites Abacus e Automation Media (via Kotaku), vendedores estão tentando burlar as proibições com nomes trocados e até mesmo capas desenhadas à mão. O remake de "Resident Evil 2", por exemplo, é vendido como "Shoot and See: Remake 2" e "Capcom Remake 2" (Capcom é a empresa japonesa que produz e desenvolve jogos da franquia).

Também tem variação mais "fofinha" trazendo Leon e Claire se cumprimentando, ou mesmo o título "Primeiro Dia no trabalho na delegacia de polícia: Versão do Remake".

Imagem

Já o "Diablo III" é vendido como "Demon Buddy" (amigo demônio) ou "Big Pineapple". Em uma reportagem antiga do Kotaku, em chinês, o título é pronunciado como " dà b?luó", que lembra um pouco a pronúncia do jogo da Blizzard, enquanto outros varejistas citam o jogo como "Dark God of Destruction" (Deus Maligno da Destruição). "Battlefield 4" é vendido por "Boyfriend Storm" (Tempestade do Namorado ?!?).

Imagem

Para escapar do controle de censura, varejista chinês vende "Diablo III" como "Demonbuddy".

Com a censura pesada na China, os varejistas continuarão a usar a criatividade para tentar vender os jogos e burlarem as autoridades chinesas.

Fonte: Jogos/Uol

Comentários

08 Fev, 2019 - 17:34

1749 Views

Comentários