Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

DriveClub no PS VR com mudanças drásticas; seria esse o preço do VR no PS4?

O PlayStation VR está com um sucesso maior do que o esperado, e isso é fato. As vendas no Reino Unido, por exemplo, já superam a do Oculus Rift e HTC Vive. Contudo, o aparelho de realidade virtual da Sony tem um aspecto que fica aquém dos concorrentes: a potência (explicaremos em breve). Agora, DriveClub mostra na prática como pode ser esse contraste.

Se você acompanhou as especificações necessárias para rodar a tecnologia no PC, sabe que o hardware requer configurações parrudas, como série GTX 900 para cima. Contudo, como o PS4 lida com isso? Em mini games, o console tem se dado bem, mas e nos jogos AAA? DriveClub foi o primeiro teste de benchmark, mas os resultados não são muito animadores.

Imagem

Gráficos soberbos são características do DriveClub

O preço do VR é esse?

O Digital Foundry produziu um vídeo mostrando lado a lado da versão para PlayStation VR e outra rodando no PS4 convencional, sem o periférico de realidade virtual. E a diferença é bem gritante. O gráfico teve muitos downgrades, pois para que o jogo funcione de forma agradável ao usuário, ele precisa rodar em 60 fps (DriveClub original roda a 30 fps).

No vídeo abaixo, a imagem está levemente distorcida por conta do modo de captura, mas a coloração e qualidade são, na realidade, um pouco melhor. Entretanto, esse não é o problema. A grande surpresa é a diminuição na quantidade de vegetação (70% foi reduzido), a simplicidade dos reflexos e, principalmente, a eliminação do clima dinâmico, efeitos de chuva e neve, e iluminação global drasticamente limitada.

Confira no vídeo abaixo:



Desde às texturas aos elementos na tela, tudo foi retirado para dar espaço à performance. A única coisa que se manteve foi a qualidade dos modelos 3D dos automóveis. De resto, tudo foi cortado para que o título fosse compatível ao VR.



Mais imersivo e com perda de imersão?


Independente se você gosta mais de franquias de corridas de simuladores, como Project CARS e Assetto Corsa, de franquias do Xbox, como Forza, ou séries da Sony, é inegável: DriveClub tem uma excelente apresentação visual. Vamos nos afastar um pouco aqui e analisar a parte gráfica do game.

Sem dúvidas, o clima fotorrealista era um dos melhores fatores para ajudar no clima de imersão do game, como as gotas batendo no para-brisa, as flores voando no cenário, balões passando pelo céu e muito mais. O título foi inteiramente construído sob essa perspectiva para oferecer uma experiência

Imagem

As diferenças são drásticas

Sem dúvidas, o PlayStation VR consegue trazer uma boa dose de imersão por conta da realidade virtual, mas já ficou claro que há um preço. Por um lado, o jogador ganha pela experiência do óculos e por outro perde por conta da redução gráfica. A pergunta que você deve se fazer é: vale a pena? Certamente, a resposta será diferente para cada um de vocês.

E o PlayStation 4 Pro?

Com a vinda do PlayStation 4 Pro e mais que o dobro de poder de fogo, fica a dúvida: DriveClub tem desempenho melhor no console mais potente? A resposta é não. A performance e qualidade gráfica é idêntica nos dois modelos do PS4, sem nenhum tipo de distinção, algo que é estranho.

Já sabemos que o game não ganhou nenhum patch para o PS4 Pro e isso se repetiu com a versão do PS VR, algo que é estranho, pois se trata de um dos system sellers da Sony. Será que o periférico de realidade virtual vai se beneficiar no futuro com o poder extra do video game? Por ora, a empresa diz que sim, mas ainda precisamos ver na prática. Por ora, temos que ver DriveClub bem mais capado.

Fonte: Games/Tecmundo

Comentários

28 Nov, 2016 - 15:50

1685 Views

Comentários

Notícias