Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

10 motivos pelos quais o Vegeta é muito melhor que o Goku em Dragon Ball!

"Você pode ter o controle da minha mente e do meu corpo, mas existe uma coisa que um Saiyajin sempre mantém… seu ORGULHO".

O orgulhoso Príncipe de todos os Saiyajins de Dragon Ball, Vegeta já foi vilão mais de uma vez, anti-herói, beirou voltar para o lado maligno, mas acabou entrando para o time dos good guys. Ele é o favorito de muita gente e essa lista é puramente em homenagem a ele em detrimento do seu único rival, Kakaroto.

Deixando claro desde já: esse redator é e sempre será Team Vegeta, então não se enganem sobre imparcialidade (na verdade vocês nunca deviam se enganar sobre isso). Aqui estão 10 motivos pelos quais o Vegeta é muito melhor que o Goku em Dragon Ball! Esse é um papo sobre orgulho e crescimento, coisa que alguns Saiyajins não conhecem - sim, vocês sabem de quem eu estou falando.

(PS: Não levem essa lista tão a sério, galera. O hate com o Goku aqui é pura brincadeira).

Imagens: Divulgação

Imagem

Orgulho Saiyajin;

Não existe uma palavra que defina melhor o Vegeta do que ORGULHO. Ele literalmente carrega a herança do seu planeta natal no nome e, considerando que o Goku e seus filhos foram criados na Terra e não conhecem bolhufas sobre o que significa ser um verdadeiro Saiyajin, o Vegeta é o último e solitário de sua raça.

Isso nem sempre foi um ponto positivo, porém. A gente lembra que, lá nos primeiros arcos, o orgulho do personagem era mais um empecilho do que um atributo. No entanto, assim como vários traços de sua personalidade, com o tempo ele transformou isso em poder. Vegeta nunca pode perder porque ele é e sempre será o orgulhoso Príncipe Saiyajin do Planeta Vegeta, o último guerreiro, uma motivação que o Goku está longe de entender, enquanto só quer comprar umas brigas.

Imagem

Se tornou uma boa pessoa por escolha;

Falando no lado maligno do personagem, diferente do protagonista, que chegou na Terra com a intenção de destruir o planeta, mas, por um acidente, acabou se tornando uma boa pessoa, o Vegeta escolheu seu próprio caminho - mesmo que tenha brigado muito com ele ao longo do tempo.

É só ir lá na Saga do Boo, quando ele confessa que se entregou à maldição do Babidi porque realmente estava gostando da Terra, gostando de ter uma família, gostando de toda aquela experiência, de ser uma boa pessoa, e isso o incomodava, porque batia direto em quem ele entendia que era até então. Ele escolheu ser uma boa pessoa depois de tudo - quem garante que isso teria acontecido com o Goku sem ele cair de cabeça?

Imagem

Vegeta-sama não subestima seus inimigos;

Uma das principais críticas ao protagonista é que ele subestima DEMAIS seus oponentes. Não importa quem seja, o Goku sempre brinca na batalha, espera as coisas saírem do controle e só então começa lutar a sério. Já vimos isso quantas vezes?

Seguindo um caminho bem oposto, não que ele não se ache superior aos seus inimigos, mas a ideia de brincar com eles e se mostrar fraco não está no sangue do Vegeta. Ele economiza seus poderes, sim, mas sempre dá tudo de si em uma batalha. No final, ele também quer uma boa luta, como qualquer Saiyajin, mas não gosta de desperdiçar seu tempo com insetos no meio do caminho.

Imagem

Ficou mais humilde ao longo dos anos;

Uma coisa interessante, falando sobre poderes, principalmente para quem acompanha Super: hoje, quem atinge novos níveis de poder e gosta de ficar se mostrando com isso é o Goku, não o Vegeta.

Com o tempo, mesmo que seu orgulho permaneça ali, ele se tornou mais humilde. A rivalidade com o protagonista ainda existe e ele ainda quer ser mais poderoso que todo mundo, mas não fica mais esfregando seu poder na cara das pessoas ou fazendo coisas malucas como antes - ele cresceu.

Imagem

Se importa mais com os filhos - da sua própria forma;

Nem precisa de muitos exemplos aqui, né? O relacionamento do Vegeta com o Trunks pode não ter começado da melhor forma, mas depois que ele aceita o filho - principalmente depois de ver a versão adulta do Trunks morrer para o Cell e realmente sentir a perda de um pai - ele assume o papel da forma que conhece e começa evoluir a partir daí.

Mas o melhor exemplo disso fica com a Bra. O Vegeta se preocupa com a menina desde antes dela nascer; ele estava escolhendo nomes pra ela, queria um nome poderoso, com descendência Saiyajin. Se levarmos em conta o GT, ele vira o maior pai coruja do universo, mesmo ela não sendo uma guerreira. E, mais que tudo, se recusa a deixar a Terra enquanto a menina não nasce, batendo de frente com a vontade do próprio Beerus. Enquanto isso, o Goku descobriu que o Goten existia quando o menino já era uma criança formada.

Imagem

E com o próprio relacionamento com a Bulma;

Com o tempo também, o Vegeta acabou aceitando seu relacionamento com a Bulma e, por incrível que pareça, descobrimos que a moça acertou na hora de dar um pé no Yamcha e adotar o Príncipe Saiyajin como marido.

Diferente da coitada da ChiChi, que vive pobre, abandonada e em desespero pelo marido, o Vegeta sempre dá a garantia de que vai voltar e, mesmo que não vejamos, fica claro que ele está sempre lá com a Bulma - até mais do que o necessário. Em Super isso fica ainda mais evidente, então, se você é fã do casal, vale a pena dar uma conferida.

Imagem

Entende e assume o quão egoísta é;

Reconhecer seus defeitos é uma qualidade? Não se você não trabalha para acertá-los - mas pelo menos não te torna um hipócrita. Nesse caso, o Vegeta tem um mérito maior que o Goku.

Os dois são personagens completamente egoístas, valorizam suas próprias vontades antes de qualquer outra coisa, mas existe uma diferença: desde sempre, o Príncipe Saiyajin abraçou seu lado egoísta e nunca tentou escondê-lo com atos heroicos. Não podemos dizer o mesmo do outro rapaz, certo?

Imagem

Fez por merecer cada evolução em seus poderes;

Não que o Goku não tenha merecido suas evoluções, mas morrer e retornar cada vez mais poderoso quase conta como um cheat. Isso sem falar em todo o auxílio celestial ou, por exemplo, o ritual para o Super Saiyajin Deus e a "sorte" de certos eventos desencadearem emoções fortes o suficiente para as transformações.

No caso do Vegeta, porém, ele trabalhou duro por cada uma das evoluções de poder que teve na história. Desde se transformar na primeira forma Super Saiyajin, até o Super Saiyajin Azul, tudo veio do puro esforço do personagem, sua fúria e seu orgulho de nunca ficar para trás. É assim que um verdadeiro Saiyajin faz.

Imagem

Cresceu como personagem;

Como se tudo isso não bastasse, se compararmos a evolução como personagem entre Goku e Vegeta, pegando a primeira aparição dos dois em Z e trazendo até o último episódio exibido de Super, é praticamente absurdo como o Príncipe Saiyajin se tornou OUTRA pessoa, enquanto o Kakaroto é quase uma linha horizontal de desenvolvimento.

Não é nem hate ou brincadeira isso, galera, é uma constatação mesmo: em toda a história de Dragon Ball, o Goku deve ser o personagem que menos cresceu, enquanto o Vegeta é o que mais se desenvolveu. Como citamos no começo, ele já foi vilão, anti-herói, vilão de novo, anti-herói de novo, mocinho e etc; ele passou por um GRANDE arco, foi um trampo. O Goku… bom, ele tem mais transformações.

Imagem

Não precisou de SSJ3;

Inclusive, tem isso. Ainda que nós gostaríamos muito de ver um visual fodão de Super Saiyajin 3 para o Vegeta, ele nunca precisou passar por essa fase. Ele foi direto do 2 para o Azul - e, no mangá, chegou no SSJ Deus também - sem passar pelo 3.

Podemos considerar isso uma vitória, visto que o Goku precisou de muito treino e levava o 3 como um troféu até a chegada do Beerus.

Fonte: Legiaodosherois

Comentários

07 Set, 2017 - 13:41

3181 Views

Comentários