Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Um dos maiores investidores da Uber está processando o ex-CEO por fraude

Travis Kalanick, ex-CEO da Uber, está sendo processado pela Benchmark Capital, uma das maiores investidoras da companhia, sob a acusação de fraude. A empresa acusa Kalanick de ter feito uma espécie de complô com o conselho para tentar retomar o poder.

A Benchmark não somente investiu muito dinheiro na Uber, como também faz parte do conselho de diretores da companhia, e acredita que o ex-CEO está agindo de maneira desonesta e fraudulenta ao tentar manipular os executivos em prol de seu retorno, em detrimento do que desejam demais funcionários, parceiros, acionistas e clientes da Uber.

O processo menciona uma votação que aconteceu em junho de 2016 para aumentar a quantidade de assentos do conselho de 8 para 11 lugares, sendo que Kalanick teria o direito exclusivo de designar a quem conceder os lugares. A Benchmark alega que jamais teria votado a favor da decisão se tivesse conhecimento sobre a "má administração e má conduta" do então CEO. Ainda de acordo com a empresa, isso inclui "discriminação generalizada de gênero e assédio sexual", bem como "segredos comerciais supostamente roubados de um concorrente" — questões que explodiram nos meses subsequentes à votação para ampliar o conselho.

A empresa que agora processa Kalanick também disse que foi a favor de removê-lo do cargo após a revelação dos escândalos, que arruinaram a reputação da Uber em todo o mundo. Agora, a Benchmark espera que a votação de 2016 seja anulada, o que eliminaria os três lugares que foram adicionados ao conselho, consequentemente removendo Travis de seu posto entre os diretores. Provavelmente, isso colocaria um ponto final nas investidas de o ex-CEO recuperar sua função na empresa.

No final da tarde desta quinta (10), um porta-voz de Kalanick entrou em contato com o New York Times, alegando que as acusações feitas por parte da Benchmark são "completamente sem mérito, cheias de mentiras e falsas alegações".

Fonte: The Verge

Fonte: Canaltech

Comentários

11 Ago, 2017 - 09:16

313 Views

Comentários

Notícias