Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Os 5 melhores jogos de Dragon Ball

Se você nasceu no final da década de 80 ou no início dos anos 90, provavelmente cresceu acompanhando a saga Dragon Ball na televisão. O sucesso da saga de Akira Toriyama cresceu imenso e, inevitavelmente, começaram a surgir os primeiros jogos de Dragon Ball. O primeiro exemplo foi Dragon Ball: Dragon Daihikyō, desenvolvido para a Super Cassette Vision. Neste jogo controlávamos o pequeno Goku na sua nuvem mágica enquanto disparava contra os adversários. Desde então que os jogos com a licença de Dragon Ball não pararam de surgir. É inacreditável que ainda hoje, em 2017, continuem a ser anunciados novos jogos, mais de 30 anos após o lançamento do primeiro jogo (a nova saga, Dragon Ball Super, ajudou a saga a recuperar a força).

No entanto, todos sabemos que as adaptações aos jogos podem não ser tão boas, aliás, é o que acontece na maioria dos casos. As adaptações de Dragon Ball não são exceção. Os jogos de Dragon Ball são muitos, mas contam-se nos dedos das mãos aqueles que realmente valem a pena jogar. É isso que vai encontrar nesta lista: os melhores jogos de Dragon Ball, aqueles que são essenciais para os fãs da saga. Obviamente que o promissor Dragon Ball Fighters ainda não está na lista, até porque só estará disponível em 2018.

5. Dragon Ball Xenoverse 2

  1. Data de Lançamento - Outubro de 2016
  2. Plataformas - PC, PS4 e Xbox One (versão Switch a caminho)


Estava indeciso no jogo para esta posição, até porque existem diversos jogos de Dragon Ball com ideias interessantes mas que depois falham noutros aspectos. Ainda assim, Dragon Ball Xenoverse 2 é diferente de todos os jogos anteriores. É um jogo que adota alguns elementos dos MMORPGs e que permite aos fãs criar o seu próprio personagem dentro do universo de Dragon Ball. Estes dois aspectos garantiram-lhe um lugar na lista dos melhores jogos da saga.



Dragon Ball Xenoverse 2 está longe de ser perfeito. As arestas por limar são visíveis, e o sistema de combate, embora tenha melhorado em relação ao primeiro, ainda tem falhas. Todavia, são falhas com as quais conseguimos conviver devido ao conceito refrescante dentro dos jogos de Dragon Ball. Também gostamos do aspecto cooperativo e da história original, ainda que se apoie fortemente nas diferentes sagas de Dragon Ball.

4. Dragon Ball Burst Limit

  1. Data de Lançamento - Junho de 2008
  2. Plataformas - PS3 e Xbox 360


Este é um exemplo de um jogo que deixou tudo a perder por terminar abruptamente na saga do Cell. Dragon Ball Burst Limit tinha tudo para triunfar. Depois da época gloriosa da PlayStation 2, que nos trouxe excelentes jogos de Dragon Ball, a Bandai Namco apostou num título que aproveitava as sólidas bases de Dragon Ball Budokai. Acompanhado por uma qualidade visual de nova geração extremamente cativante, Burst Limite parecia promissor.



Infelizmente, por razões que ainda hoje desconheço, o modo história não inclui a saga completa de Dragon Ball. A história acaba com a derrota do Cell às mãos de Son Gohan, o que não faz sentido. Será que não havia mais dinheiro para a produção? Gostava de saber o que aconteceu. O jogo tinha imenso potencial, mas está incompleto e não oferece a derradeira experiência de Dragon Ball.

Apesar desta falha incompreensível, Burst Limit não deixa ser sólido e uma entrada relevante para os jogos de Dragon Ball, ainda que em termos de conteúdo tenha ficado aquém dos melhores exemplos da PlayStation 2.

3. Dragon Ball Fusions

  1. Data de Lançamento - Fevereiro de 2017
  2. Plataformas - Nintendo 3DS


É o jogo mais recente desta lista. Dragon Ball Fusions é um RPG para a Nintendo 3DS que surpreendeu pela positiva. Tal como Dragon Ball Xenoverse 2, podem criar a vossa própria personagem de Dragon Ball e conta uma história alternativa que envolve as personagens mais adoradas da saga. O aspecto mais apelativo é o sistema de combate, que mantém algumas características dos jogos RPG mas consegue manter-se fiel ao que seria de esperar de um jogo de Dragon Ball.

O sistema de combate é uma mistura entre turnos e combate em tempo real. Os turnos são decididos pela velocidade da personagem, e a cada turno podemos tomar diversas ações: atacar corpo-a-corpo, lançar um ataque de energia que acerta em diversos oponentes, tentar atirar um oponente para fora do cenário atrasando o seu turno, entre outras coisas.



Outro aspecto bem conseguido, e que recebe destaque no nome do jogo, são as fusões. Neste jogo vão encontrar imensas possibilidades de fusões, muito além daquelas que apareceram na manga / anime. É um jogo simples, mas divertido e com dezenas de horas. O facto de ser portátil torna o ainda melhor, visto que podem levá-lo para qualquer lado.

2. Dragon Ball Budokai 3

  1. Data de Lançamento - Novembro de 2004
  2. Plataformas - PS2


Embora não tenha nem metade dos lutadores de Tenkaichi 3 nem tanta liberdade de movimentos, Budokai 3 sobressai-se noutros aspectos. Como um jogo de luta, é mais refinado e equilibrado, no entanto, ainda consegue preservar o espírito de Dragon Ball com mecânicas associadas ao Ki, permitindo transformações nas partidas e ataques especiais poderosos, mas com o risco da nossa personagem ficar cansada e vulnerável. No geral, é o jogo de Dragon Ball que até hoje apresentou mais qualidade.



Dragon Ball Budokai 3 é um jogo que resistiu à erosão do tempo e ainda hoje continua um jogo divertido para os fãs. Mesmo não tendo uma lista de personagens tão grande como Tenkaichi 3, tem as personagens mais importantes. Para quem quer um bom jogo de luta no universo de Dragon Ball náo há melhor... mas não é o melhor jogo de Dragon Ball de sempre.

1. Dragon Ball Budokai Tenkaichi 3

  1. Data de Lançamento - Novembro de 2007
  2. Plataformas - PS2 e Wii


Até hoje, este continua a ser o jogo mais completo de Dragon Ball já lançado. Tem mais de 130 personagens (se incluirmos as transformações e variações de cada uma) e a história completa da saga Dragon Ball Z, Dragon Ball GT e dos filmes. A história também inclui partes do primeiro Dragon Ball. Nunca nenhum jogo de Dragon Ball, incluindo os mais recentes, conseguiu ser tão completo.

O sistema de combate gerou reações mistas entre os fãs. Enquanto alguns preferem o sistema de combate de Budokai, com uma perspectiva idêntica aos jogos de luta tradicionais, outros gostam mais do sistema de Tenkaichi, que nos coloca em arenas tridimensionais e permite uma grande liberdade de movimentação.



Dragon Ball Budokai Tenkaichi 3 está longe de ser um jogo de luta realmente competitivo, mas a realidade é que tinha diversos aspectos a seu favor. Embora o esquema de controles fosse praticamente igual para todas as personagens, a diversidade de ataques especiais era espetacular. Podíamos medir forças com raios e bolas de energia, além de ser possível combater contra adversários gigantes, algo que noutra perspectiva seria impossível.

Não é o melhor jogo de luta de Dragon Ball, mas é o melhor jogo de Dragon Ball, se é que me entendem. Com tantos jogos de Dragon Ball, certamente que esta lista não é consensual, portanto, quais são os seus jogos de Dragon Ball favoritos?

Fonte: Eurogamer

Comentários

29 Jul, 2017 - 13:44

2064 Views

Comentários