Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Os 5 melhores jogos de Tomb Raider

Tumbalacatumba tumba tá

O primeiro game Tomb Raider fez sua estreia em 25 de outubro de 1996, dando início a uma das franquias mais importantes da cultura pop. A história da série -- que hoje totaliza 16 jogos, incluindo spin-offs -- foi adaptada para filmes, animações, livros e quadrinhos. Na pele da corajosa arqueóloga Lara Croft, viajamos o mundo explorando templos perdidos, ruínas e ilhas em busca de relíquias históricas -- com direito a enigmas desafiadores, tiroteios intensos e encontros mortais com os mais traiçoeiros inimigos.

Em homenagem ao aniversário de 20 anos da franquia, elegemos os cinco melhores jogos de Tomb Raider por ordem de lançamento. Será que o seu favorito está entre eles?


Tomb Raider (1996)



Inesquecível é a palavra que define o jogo que nos apresentou ao mundo de exploração e puzzles de Tomb Raider. Nele, conhecemos a destemida aventureira Lara Croft, uma das primeiras protagonistas femininas dos games a repercutir fora da esfera virtual. Com habilidades acrobáticas invejáveis e sempre munida de suas icônicas pistolas de munição infinita, Lara enfrenta os inimigos mais inusitados, como lobos, ursos, morcegos e até mesmo tiranossauros. Foi aqui que as tumbas repletas de enigmas se tornaram uma das principais características das aventuras de Lara. Em 2007, o game ganhou um excelente remake, Tomb Raider: Anniversary, com mecânicas atualizadas e gráficos aprimorados. (vídeo de World of Longplays)

Tomb Raider II (1997)



Na segunda produção da franquia, a exploração foi levada a novos cenários icônicos, como a Muralha da China, Veneza e o Tibete. Lara enfrenta o milionário italiano Marco Bartoli na busca pela Adaga de Xian, um artefato com poderes sobrenaturais. Além de muitas cenas de ação e tensão (como esquecer a fuga das pedras gigantes à la Indiana Jones?), o game esconde locais secretos, como o vale perdido dos dinossauros -- que muitos jogadores sequer chegaram a encontrar. Também é em Tomb Raider II que vivemos uma das experiências mais marcantes na pele da heroína: saltar de uma lancha em movimento prestes a explodir pelos canais de Veneza, acompanhado por uma dramática trilha de violinos. Ao final, o tiroteio acontece na mansão da própria aventureira. Pobre Lara... (vídeo de teh2Dgamer)

Tomb Raider IV: The Last Revelation (1999)



Este foi o primeiro jogo da franquia a apresentar um flashback contando as origens da destemida arqueóloga. O jogador começa em uma espécie de fase tutorial, com Lara adolescente, sem armas e a característica mochila de utensílios, em sua primeira expedição ao lado do tutor Werner Von Croy. É um dos títulos Tomb Raider mais cinematográficos, além de ser o de maior duração até então na franquia. As fases são repletas de armadilhas, os inimigos são desafiantes e toda a ambientação entre dunas, ruínas, tumbas e templos submersos tornam este um dos exemplares mais envolventes da série -- mesmo com uma ação tão audaciosa e chocante: a suposta morte da Lara Croft na última fase. (vídeo de Tombrunnerh9)

Tomb Raider Legend (2006)



Após o antecessor Angel of Darkness não ter sido bem recebido pela crítica e público, Tomb Raider Legend trouxe novos ânimos à franquia. Agora nas mãos do estúdio Crystal Dynamics, Legend adota um visual diferente para Lara Croft, além de apresentar novos movimentos e utensílios. Apesar de ser o sétimo título da série, o jogo consegue manter a essência de sua origem: o foco na exploração, por mais que não faltem momentos de ação. Jogar Tomb Raider é, acima de tudo, resolver puzzles e explorar ambientes -- fatores muito bem trabalhados em Legend, por sinal. (vídeo de JohnnyDFox)

Tomb Raider (2013)



O aguardado reboot da franquia mostra uma jovem inexperiente recém-formada em arqueologia encarando uma de suas primeiras expedições: a busca pelo reino perdido Yamatai. Além de garantir a própria sobrevivência em explorações solitárias, como é típico da série, aqui a jovem Lara tem a responsabilidade de proteger também seus companheiros. Talvez um dos maiores acertos do game seja o amadurecimento da personagem, mantendo o equilíbrio entre a Lara Croft humana, frágil e aprendiz, e a Lara exploradora e heroica, que precisa superar seus medos para concluir missões. Por mais que o enredo pudesse ser melhor explorado -- além de apresentar um modo multiplayer praticamente ignorado --, o novo Tomb Raider fez um excelente trabalho ao reformular e reacender uma franquia já consagrada, mas levemente adormecida.

Se você é fã da franquia, provavelmente já prendeu o mordomo Winston no freezer da Mansão Croft. Qual é o momento mais marcante dos jogos Tomb Raider para você? Conte na sessão dos comentários.

Fonte: Ign

Comentários

13 Dez, 2016 - 15:48

1565 Views

Comentários