Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Final Fantasy 7 Remake chegou para PC

Podemos afirmar: esta é a melhor versão de Final Fantasy VII Remake disponível no mercado atualmente. Em um computador de ponta, o título pareceu bem otimizado, rodando em resolução Full HD 1080p a 120 quadros por segundo, sem travamentos ou queda perceptível na taxa de quadros.

Infelizmente, são poucas opções de gráficos disponíveis: é possível escolher apenas entre "alto" e "baixo" na maioria das configurações. O jogador também pode escolher o limite de personagens na tela em simultâneo, com no máximo 10 (quanto mais personagens, mais poder de processamento exigido), e a taxa de quadros nos padrões 30FPS, 60FPS, 90FPS ou 120FPS.

O jogo pode rodar em até resolução 4K, mas, infelizmente, não há suporte para monitores ultrawide — nossa jogatina ocorreu em um monitor 1080p porque não tínhamos um monitor 4K disponível no momento. Confira a seguir a lista completa de resoluções disponíveis para escolher:

1280x720

1366x768

1440x810

1600x900

1768x992

1920x1080

2560x1440

2720x1530

2880x1620

3200x1800

3840x2160

Durante o nosso teste, percebemos apenas pequenos engasgos em cutscenes: dois na cena de abertura, em que Cloud está no trem, e outro mais à frente, quando o Reator Mako 1 explode. Não tivemos mais nenhum entrave no gameplay nem nas cenas dos capítulos seguintes.

A maioria das texturas do jogo estão nítidas, assim como os detalhes da pele dos personagens — algumas estão um pouco sofríveis, como é possível perceber na mão de Barret (confira capturas de tela abaixo). A névoa, a fumaça e o fogo estão com animações suaves; a iluminação e as sombras estão bonitas e realistas. Também é perceptível o reflexo da luz na espada de Cloud, que chega a mudar de cor dependendo do ambiente em que o personagem está.

Imagem

Apesar dos gráficos bonitos, o jogo não tem suporte para ray-tracing (tecnologia que calcula em tempo real os raios de luz), nem NVIDIA DLSS ou AMD FSR (recursos que economizam poder de fogo das placas de vídeo). Nem tudo está perfeito, mas é a melhor experiência de Final Fantasy VII Remake Intergrade que temos até o momento.

Um porém (além do preço altíssimo, claro) é o armazenamento: o jogo requer generosos 100 GB livres de espaço no computador. No PlayStation 5, a exigência é semelhante: 90,33 GB. A exclusividade do da Epic Games Store também pode desagradar alguns usuários, e não há previsão para que o jogo chegue ao Steam.



Confira as especificações técnicas do computador que utilizamos para testar o jogo:

Sistema operacional: Windows 10 64-bit

Processador: Intel Core i7-11700k 11ª Geração

Memória: 32GB

Placa de vídeo: GeForce RTX 3070 (8GB de VRAM)

DirectX: DirectX 12

Felizmente, é possível rodar Final Fantasy VII Remake Intergrade em um computador mais modesto. A seguir, saiba quais são as especificações técnicas mínimas e as recomendadas para rodar o jogo.

Requisitos mínimos de Final Fantasy 7 Remake Intergrade

Sistema operacional: Windows 10 64-bit

Processador: Intel Core i5-3330 ou AMD FX-8350

Memória: 8 GB

Placa de vídeo: Nvidia GTX 780 ou Radeon RX 480

DirectX: DirectX 12

Armazenamento: 100 GB

Requisitos recomendados de Final Fantasy 7 Remake Intergrade

OS: Windows 10 64-bit

Processador: Intel Core i7-3770 ou AMD Ryzen 3 3100

Memória: 12 GB

Placa de vídeo: Nvidia GTX 1080 ou Radeon RX 5700

DirectX: DirectX 12

Armazenamento: 100 GB

Esta é apenas a primeira parte do remake de Final Fantasy 7, ou seja, não conta a história completa do jogo original. A ideia do relançamento é expandir a narrativa clássica, com o primeiro game focando no trecho em que Cloud e seus aliados estão em Midgar. A continuação do remake ainda não foi revelada pela Square Enix.

Além da versão Intergrade para PS5, o remake de Final Fantasy 7 também está disponível para PlayStation 4.

Fonte: Canaltech

Comentários

21 Dez, 2021 - 10:28

Comentários

Notícias