Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Confira a demo do Marbles RTX com Ray Tracing em tempo real e os avanços da IA da Nvidia

J.A.R.V.I.S. está se tornando uma realidade

O CEO da NVIDIA, Jensen Huang, anunciou durante sua palestra no GTC 2020 um conjunto de grandes novos avanços tecnológicos para a empresa, incluindo três que são muito relevantes para o espaço de Mídia e Entretenimento (M&E).

  1. Raytracing da NVIDIA se beneficiando do Deep Learning Super Sampling (DLSS) 2.0
  2. Um Omniverse expandido
  3. Discurso excepcional sobre animação de personagens, como parte da estrutura de IA de conversação de Jarvis.


Ray Tracing em Tempo Real

O DLSS 2.0 é uma rede neural de aprendizado profundo nova e aprimorada que aumenta as taxas de quadros e as resoluções, gerando belas e nítidas imagens nos jogos. Dá aos criadores o desempenho máximo para maximizar as configurações de ray tracing e aumentar as resoluções.

Em sua palestra, Huang destacou uma simulação e demonstração de renderização de GPU em tempo real chamada Marbles RTX. A demo é um ambiente jogável, exibindo física em tempo real com iluminação dinâmica e materiais ricos e baseados em física. Huang também descreveu a plataforma Omniverse, que foi usada para fazer o Marbles RTX.



Durante a palestra virtual, Huang apresentou a demonstração criada remotamente pela equipe criativa da NVIDIA, para ilustrar o poder do ray tracing das suas RTX e da plataforma Omniverse. O Marbles RTX foi criado por uma equipe distribuída de artistas e engenheiros usando o Omniverse. Eles reuniram os ativos de qualidade VFX+ em um jogo totalmente simulado fisicamente. A demonstração não exigiu sacrifício em qualidade e fidelidade que normalmente se associam a recursos artísticos de "gamificação" (engajamento; processo de adicionar elementos de jogo em atividades que não são games) para serem executados em tempo real. O Marbles RTX roda em uma única Quadro RTX 8000, simulando física complexa em um conjunto interno de ray tracing em tempo real. A demo não pode ser baixada "porque depende do servidor Omniverse", explicou Richard Kerris, GM da M&A da NVIDIA, quando conversamos com ele separadamente.

Imagem

A criação de efeitos visuais, visualizações de arquitetura ou projetos de fabricação geralmente requer várias pessoas colaborando entre equipes, locais de trabalho remotos e vários sites de clientes para revisões. Os assets 3D são desenvolvidos usando uma variedade de ferramentas de software. As transferências de dados entre aplicativos têm sido o desafio de milhões de artistas, designers, arquitetos, engenheiros e desenvolvedores em todo o mundo. Usando a Universal Scene Description (USD) da Pixar e a tecnologia NVIDIA RTX, o Omniverse oferece uma maneira de as pessoas trabalharem facilmente com aplicativos e colaborarem simultaneamente com colegas e clientes, onde quer que estejam. Destacamos esse exemplo com uma demonstração do GauGAN há algumas semanas aqui no fxguide.

Essa tecnologia também é muito aplicável à produção virtual, especialmente com muitas empresas atualmente em confinamento e trabalhando com equipes distribuídas. Kerris observou que "empresas como a ILM tiveram cinco vezes o nível de interesse em estágios virtuais nos últimos 90 dias". A NVIDIA forneceu as placas de GPU usadas no projeto de palco virtual The Mandalorian da ILM. O Omniverse está em desenvolvimento há algum tempo, mas é ideal para colaboração remota.

Fonte: Fxguide

Comentários

18 Mai, 2020 - 19:24

687 Views

Comentários