Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Porradaria sem perder a amizade: os 20 melhores beat ‘em ups

Uma seleção com a nata do gênero

Há quem diga que o gênero de beat ‘em ups já teve sua época de ouro na era 16 bits, mas o estilo de porradaria side-scrolling (ou "de lado", se preferir) ainda persistiu ao longo dos consoles de 32 bits e além.

Alguns dos títulos escolhidos para esta seleção, inclusive, incluem jogos em 3D também, afinal, o intuito é listar os melhores do gênero, independente da época em que foram lançados, além de preparar terreno para um dos reis do beat ‘em up: Streets of Rage 4.

O quarto título chega em 30 de abril de 2020 e, em preparação para seu lançamento, eis a nossa seleção dos melhores do gênero. E se você achar que faltou algum, pode deixar ele registrado na seção de comentários, pois tá valendo.

Cadillacs and Dinosaurs

Imagem

Um dos beat ‘em ups mais populares, especialmente no Brasil: Cadillacs and Dinosaurs foi feito pela Capcom e lançado para fliperamas. É baseado nos quadrinhos "Xenozoic Tales" de Mark Schultz. Na história, os personagens principais, Jack, Hannah, Mustapha e Mess precisavam acabar com as ações de uma gangue que está acabando com a paz que existe entre os humanos e os dinossauros.

A jogabilidade é típica do estilo, com mecânicas de sequências de golpes e habilidades especiais que custam energia; além de power-ups e itens de recuperação. Os inimigos eram em sua maioria humanos, mas alguns dinossauros podiam ser enfrentados, caso fossem provocados. Havia ainda ataques em duplas e armas de fogo; sem contar a fase onde o jogador controla um cadillac e precisa atropelar os inimigos na estrada.

Golden Axe II

Imagem

Desenvolvido pela Sega e lançado para Mega Drive, Golden Axe II, assim como seu antecessor, trazia 3 personagens jogáveis que precisam lutar contra as novas forças das trevas novamente, comandadas por Dark Guild.

É possível jogar em multiplayer cooperativo pelas 7 fases, incluindo a luta final contra o chefão do game. A jogabilidade é simples e cada personagem tem uma arma diferente: o bárbaro tinha duas espadas, a amazona uma espada longa e o anão empunhava um machado de batalha.

Streets of Rage 2

Imagem

Outro beat 'em up clássico, Streets of Rage 2 mantém o esilo 2D de seu antecessor, mas traz muitas melhorias: gráficos melhorados, além de um estilo visual novo e, claro, novas fases e personagens jogáveis, tais como Max e Sammy (Skate) que se juntam a Axel e Blaze contra o sindicato do crime.

Na jogabilidade também há novidades: existem novos tipos de voadoras e existem variantes de super golpes para cada um dos bonecos jogáveis. As fases agora têm mais de uma parte e, ao final de cada nível existe um chefão esperando pelos jogadores (multiplayer ou single-player).

Final Fight 3

Imagem

O terceiro game numerado da franquia de beat 'em up da Capcom, Final Fight 3 foi lançado no Super Nintendo e, novamente, trazia múltiplos personagens para o jogador escolher, jogando sozinho em ou cooperativo.

Os personagens são: Haggar, Dean, Guy e Lucia. Todos eles têm suas própria sequências de golpes, técnicas especiais e finais próprios. Dentre as novidades nas mecânicas está o dash no chão ou no ar (algo herdado de Captain Commando), e também é possível agarrar e jogar inimigos.

Captain Commando

Imagem

Captain Commando foi outro game do gênero produzido pela Capcom e, um de seus aspectos mais interessantes é que ele se passa em Metro City, a mesma cidade de Final Fight, só que no futuro, em 2026.

O jogador podia escolher entre 4 personagens do "Team Commando": o Captain Commando, Sho, Mack ou Babby Head e, como de praxe, cada um tinha uma vantagem única nas batalhas.

Para cada fase havia um chefe e elas iam evoluindo conforme o jogador avançava, chegando até mesmo a cenários espaciais.

The Warriors

Imagem

The Warriors foi desenvolvido pela Rockstar Games e lançado no PlayStation 2. Pode-se jogá-lo em single player ou multiplayer. É baseado no filme de mesmo nome, onde gangues representantes dos bairros do Bronx lutam entre si.

O game expande os acontecimentos do longa-metragem e traz a jogabilidade clássica do gênero: o jogador precisa ganhar as lutas nos cenários e assim, avançar e ganhar respeito.

Em termos de mecânicas, é possível dar golpes básicos como socos e chutes, além de agarrar e arremessar, além de interagir com os cenários - batendo a cabeça dos inimigos nas paredes, por exemplo.

Teenage Mutant Ninja Turtles: Turtles in Time

Imagem

Um clássico da série de games das Tartarugas Ninja: o game começa os heróis Leonardo, Raphael, Donatello e Michelangelo assistindo o noticiário quando veem que a Estátua da Liberdade está sendo roubada.

Após tentarem reverter a situação, eles encontram o vilão Destruidor que os joga em um túnel do tempo. Daí pra frente, é porradaria em single player ou multiplayer entre 2 ou 4 jogadores.

Cada tartaruga tem suas vantagens e desvantagens e, dentre as novidades de gameplay em relação aos games anteriores da franquia, está um ataque especial executado após atingir um inimigo diversas vezes em sequência.

Também é possível correr e dar dash, slide, pular, dentre outros movimentos típicos dos beat 'em ups.

Viewtiful Joe

Imagem

Viewtiful Joe é um dos beat 'em up relativamente mais recentes da selação, lançado para Nintendo GameCube e PlayStaton 2 e produzido pela Clover Studio. O game traz visuais estilizados em cel-shading e um formato que homenageia produções de filmes.

A história coloca Joe, que precisa salvar sua namorada Silvia da organização Jadow. Para tanto, ele se transforma em um super-heróis usando o V-Watch e gritando "Henshin!", assim como fazem os heróis de tokusatsu.

Além de um prazeroso sistema de combos, um dos recursos mais legais do gameplay era o Viewtiful Effects Power (VFX), que simula efeitos de câmera vistos em filmes, deixando a perspectiva do game mais lente, rápida ou aplicando um zoom para aumentar o poder de Jow nas batalhas.

X-Men

Imagem

Um beat 'em up de X-Men que comporta até 6 jogadores, que podem controlar cada um dos 6 personagens jogáveis. Aqui, é necessário progredir nas fases, mas também, derrotar os inimigos. A jogabilidade é bastante similar a de outros jogos do gênero, com a adição que os bonecos têm, cada qual seu próprio poder mutante - que custa um pouco da barra da energia.

God Hand

Imagem

Alguns chamam este game de controverso, mas na verdade, God Hand da Clover Studio foi lançado para PlayStation 2, é um game injustiçado.

Um dos maiores apelos do game é o seu alívio cômico e a jogabilidade em 3D permite que os personagens se movimentem e golpeiem os inimigos em todas as direções. Existem ainda golpes especiais (alguns deles ativados aleatoriamente) e as sequências de combos somam mais de 100 tipos diferentes de ataques.

Outra mecânica que vale citar é a própria God Hand que o protagonista Gene pode ativar quando a barra de tensão atinge seu limite, se tornando temporariamente mais rápido e poderoso.

Alien vs. Predator

Imagem

No embalo do sucesso de duas das criaturas mais sinistras do cinema a Capcom deu vida a mais um beat'em up de extrema qualidade e diversão. Além de permitir encarnar dois Predadores diferentes é possível jogar com outros dois personagens - incluindo um que é praticamente um sósia de Arnold Schwarzenegger - na luta contras os grotescos Aliens.

Battletoads & Double Dragon

Imagem

Dois ícones dos jogos de porrada do início dos anos 90 unem forças em um jogo que se inspira nos moldes de Battletoads. Difícil e bonito, é um dos grandes ícones do gênero.

Castle Crashers

Imagem

Um dos principais títulos da primeira grande leva de jogos indie para o Xbox 360 foi este beat'em up com cara de desenho animado e cheio de bom humor. A inspiração nos clássicos dos fliperamas é notável, especialmente pelo suporte a quatro jogadores.

The Death & Return of Superman

Imagem

Produzido pela Blizzard antes de todo o sucesso com Warcraft, Starcraft e Diablo, este cartucho de Super Nintendo e Mega drive capricha na dificuldade e variedade, permitindo encarnar tanto o Superman clássico como outros 'Supers' no decorrer da história.

Dungeons & Dragons: Shadow Over Mystara

Imagem

Já comentei como a Capcom criou verdadeiras joias dos beat'em up? Com a franquia Dungeons & Dragons em mãos a produtora japonesa criou dois títulos maravilhosos, sendo Shadow Over Mystara a continuação, com mais personagens e poderes.

Fighting Force

Imagem

Um dos poucos beat'em ups de qualidade do início da era tridimensional dos games. Fighting Force chegou primeiro ao PS1 antes de aportar também no Nintendo 64 e depois ganhar também uma sequência no PS1 e Dreamcast.

Knights of the Round

Imagem

Na era de ouro dos beat'em ups da Capcom, no final dos anos 80 e início dos anos 90, este foi um dos projetos mais originais da empresa.

Inspirada na lenda dos Cavaleiros da Távola Redonda, Knights of the Round traz lindos gráficos, temática medieval e um sistema de evolução ao estilo RPG com base nos pontos conquistados na aventura.

Marvel Super Heroes In War of the Gems

Imagem

Um raro caso de beat'em up apenas em 2D, sem movimentação na vertical, o game de Super Nintendo reúne heróis consagrados da Marvel em uma aventura que, igualmente, coloca vilões famosos no caminho.

River City Ransom

Imagem

Misto de porrada com RPG, a série River City Ransom retrata alunos briguentos pelas ruas do Japão... mas nem sempre!

Às vezes eles também jogam queimada, nos episódios da franquia Dodge Ball. Recentemente ganhou um spin-off maravilhoso com lindos gráficos na forma de River City Girls.

Scott Pilgrim Vs the World: The Game

Imagem

Em meio à empolgação pelo filme live action baseado na HQ, a Ubisoft lançou este lindíssimo jogo de porrada, acompanhado de uma trilha sonora impecável de Anamanaguchi. É uma pena que, por questões de direitos autorais, o jogo tenha sido removido das lojas digitais e só quem já tinha comprado ele na época pode baixar novamente.

Fonte: Theenemy

Comentários

30 Abr, 2020 - 20:49

1934 Views

Comentários