Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Lançar jogos exclusivamente para o PS5 é ser anti-consumidor?

Anti-consumidor ou uma boa estratégia de migração de usuários?

Embora a gigante japonesa esteja só seguindo a ordem natural de uma transição de hardware, a Microsoft surpreende em já de cara dizer que seus títulos chegarão ao PC também, seguindo o que já acontece atualmente.

Há uma estratégia bastante óbvia no lado da Equipe Verde: A ordem é alcançar o maior número de jogadores. Por exemplo com o Halo Infinite, que promete ser um jogo emblemático do Xbox, será também jogável no Xbox One, e isso é bem legal. Embora eu não seja um programador, acho que é seguro dizer que o X da coisa estará no Xbox Series X... Mas isso também pode significar que não usarão todo o poder do Series X uma vez que o jogo será lançado também para a geração até então atual.

Mas o fato dos próximos consoles terem SSD, pode fazer com que o consumir opte em migrar logo... Jogos como Marvel's Spider Man tirarão um proveito gigante da tecnologia. Podemos dizer que todos os jogos em mundo aberto se beneficiarão e muito.

Imagem

Embora você possa discordar do fato da exclusividade... As vezes é bom ter jogos que tirem proveito máximo do seu novo e caro brinquedinho.

Fato é que as duas gigantes estão indo em direção opostas, a Microsoft está mais focada em trazer usuários para o Xbox Game Pass do que fazer com que pensem em migrar para o próximo Xbox.

Já o objetivo da Sony é fazer com que o maior número de usuários do PS4 migrem para o PS5 o mais rápido possível, muito por meio da exclusividade. O que não é algo anti-consumidor... Trata-se apenas de uma abordagem alternativa.

E você, o que acha disso tudo?

Traduzido por Alves_TR.

Fonte: Pushsquare

Comentários

14 Jan, 2020 - 14:35

540 Views

Comentários

Notícias