Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Os melhores jogos do PlayStation 1

Em dezembro de 1994 a Sony iniciou sua aventura no mundo dos consoles: o primeiro PlayStation chegou ao mercado apostando em gráficos 3D, jogos em CD e com muito apoio a diversas produtoras de jogos.

O resultado foi um console repleto de jogos de alta qualidade e dos mais variados tipos, desde continuações de séries clássicas até novas franquias que até hoje são lembradas com carinho.

Reunimos aqui alguns dos principais jogos do videogame - seria impossível listar TODOS os mais marcantes sem resultar em uma lista com centeas de games - e convidamos você a sugerir nos comentários outras obras primas do PS1.

Castlevania: Symphony of the Night

Imagem

Com um enorme castelo para explorar, gráficos excelentes e trilha sonora matadora, a sequência direta de Rondo of Blood acrescentou também elementos de RPG à fórmula da clássica série da Konami, resultando em um jogo que mudou os rumos da franquia e consolidou de vez o termo 'Metroidvania'.

Chrono Cross

Imagem

Espécie de sequência espiritual de Chrono Trigger, o RPG da Square trouxe gráficos belíssimos e músicas sublimes a uma aventura que explora duas dimensões diferentes. O sistema de batalha inovador e desafiante e as dezenas de personagens recrutáveis tambem são marcas de Chrono Cross.

Crash Bandicoot

Imagem

Mascote informal do PlayStation durante, o marsupial estrelou aventuras coloridas e divertidas que até hoje são lembradas com carinho - tanto que nos últimos anos vimos remakes chegando às plataformas atuais. Crash ajudou também a tornar conhecida a produtora Naughty Dog, que anos mais tarde viria a fazer Uncharted e The Last of Us.

Crash Team Racing

Imagem

Enquanto a Nintendo criou com sucesso a fórmula de jogos de kart com mascotes fofinhos sobrou para Crash a missão de evoluir a receita. Team Racing inovou com um modo história cheio de desafios e deixou muitas saudades, tanto que também foi alvo recente de um robusto remake repleto de novidades.

Driver

Imagem

GTA 3 e seu intenso mundo 3D ainda era um sonho distante quando Driver estourou no PS1. O jogo traz cidades tridimensionais para cortar em alta velocidade em meio a perseguições emocionantes.

Final Fantasy VII

Imagem

O jogo que consolidou no ocidente os RPGs japoneses. Cenas impressionantes em computação gráfica, personagens carismáticos, combates desafiantes e um mundo gigante para explorar foram os trunfos de Final Fantasy VII. O sucesso do game da Square foi tremendo e deu início a uma era de ouro dos RPGs no PS1.

Gran Turismo

Imagem

Simuladores de corrida pareciam uma realidade distante dos consoles até a Polyphony Digital entrar na jogada. A paixão de Kazunori Yamauchi por automobilismo resultou em um título detalhista, com imensa variedade de carros e competições e gráficos impressionantes para a época - e uma trilha licenciada caprichada.

Legacy of Kain: Soul Reaver

Imagem

Lembrança das gerações 32 e 128-bits, a série Legacy of Kain brilhou com Soul Reaver. O jogo traz uma trama complexa de vingaça estrelada por Raziel, um ser capaz de explorar o mundo físico e o espectral. Elementos rústicos de mundo aberto, puzzles e combates tensos davam vida a uma mitologia habitada por diversos tipos de vampiros.

Legend of Dragoon

Imagem

Enquanto a Square dava aula com diversos tipos de RPG no PS1, a Sony aprendeu bem a lição e se arriscou em uma jornada épica, comparada até hoje a Final Fantasy VIII. Gráficos impressionantes são acompanhados de um sistema de batalha por turnos com elementos de ação e a possibilidade de transformar os personagens em Dragoons, mudando o visual deles e deixando-os mais poderosos.

Medal of Honor

Imagem

O lendário diretor de cinema Steven Spielberg liderou a produção deste inovador jogo de tiro para o PS1. Medal of Honor caprichou não apenas nos controles, algo raro na época em consoles, mas também na ambientação, trazendo cenários detalhados durante a Segunda Guerra Mundial.

Mega Man X4

Imagem

O salto do Super Nintendo para a geração 32-bits fez muito bem para a série Mega Man X. Ao lado da também excelente versão de Saturn, MMX4 no PS1 trouxe gráficos mais elaborados e apresentou a possibilidade de jogar o game inteiro no comando do robô vermelho Zero. Até hoje, é considerado por muitos fãs de Mega Man como o melhor episódio da série X.

Metal Gear Solid

Imagem

O jogo que popularizou o game designer Hideo Kojima e apresentou muitas de suas ideias mais marcantes - sejam elas boas, ruins ou só... esquisitas. Metal Gear Solid traz gráficos elaborados e possibilidades impressionantes de jogabilidade, aliadas à engenhosidade de Kojima para criar situações marcantes, como a batalha contra Psycho Mantis.

PaRappa the Rapper

Imagem

Kick, Punch, it's all in the mind! As singelas aventuras trapalhonas do cãozinho PaRappa tinham um charme todo especial, fosse pelo visual colorido que parecia papel, fosse pelas músicas chiclete que rimavam e se remixavam o tempo todo. Mas não se deixe enganar: atrás de toda essa fofura havia também um jogo de desafio ferrenho!

Parasite Eve

Imagem

Que tal um RPG japonês com elementos de jogabilidade que lembram Resident Evil, uma trama de ficção científica e Nova York no final dos anos 90 como cenário? Parasite Eve é uma das grandes inovações e ousadias da Square na geração PS1 e trouxe uma jornada intensa e marcante que rendeu uma boa sequência no videogame e até hoje deixa muitas saudades.

Resident Evil

Imagem

Survival horror era um termo que não existia até o lançamento do primeiro Resident Evil. A mansão infestada de zumbis e monstros - e, infelizmente, com pouquíssima munição para abater todos eles, foi o ponto de partida de uma das séries mais queridas do mundo do games, assim como o palco para conhecermos figuras lendárias, como Albert Wesker, Chris Redfield e Jill Valentine.

Resident Evil 2

Imagem

Resident Evil 2 é um dos melhores representantes da cartilha da boa continuação: o jogo expande todos os elementos do jogo original e não deixa de trazer diversas inovações. No lugar de uma mansão, uma cidade inteira cheia de zumbis. O esquema de dois protagonistas está de volta, mas agora com campanhas que se complementam. Chefes enormes, armas muito loucas, personagens misteriosos (olá, Ada!) e uma boa dose de segredos são algumas das muitas explicações para a popularidade do jogo até hoje - e a enorme expectativa dos fãs pelo remake que saiu em 2019.

Silent Hill

Imagem

A série Resident Evil encontrou um rival de peso em Silent Hill. O jogo da Konami trouxe controles mais refinados que as produções da Capcom e apostou em elementos mais sombrios e sinistros, puxando mais para o terror psicológico do que exatamente os sustos e combates contra monstros de RE. Silent Hill apresentou a cidade maldita e estabeleceu a base para episódios ainda mais assustadores.

Syphon Filter

Imagem

O final dos anos 90 foi marcado por diversos jogos de espiões e Syphon Filter era um dos melhores representantes na linha PlayStation. Gráficos 3D avançados para a época se aliavam a um eficiente sistema de mira e controles com liberdade e versatilidade até então pouco vistos em consoles. O game rendeu diversas continuações e até hoje fãs clamam por novos episódios em alta definição.

Tekken 3

Imagem

Pode falar: na época em que Tekken 3 chegou ao PS1 parecia impossível um jogo de luta 3D ter gráficos mais bonitos do que ele. Os personagens tinham modelos detalhados e de movimentos extremamente suaves, a variedade de modos de jogo era impressionante (incluindo o excelente beat'em up Tekken Force) e a lista de personagens bem extensa, graças à uma boa dose de segredos.

Tenchu: Stealth Assassins

Imagem

Que tal uma mistura de Metal Gear Solid e Syphon Filter, mas com ninjas? Tenchu era basicamente isso, possibilitando encarnar Ayame e Rikimaru em missões na época do Japão feudal. Os personagens contam com itens diversos para completar as missões, que possibilitam usar a criatividade para resolver situações de várias maneiras.

Tomb Raider II

Imagem

Mais um excelente exemplo de continuação competente, Tomb Raider deu uma aventura extremamente ambiciosa para Lara Croft. Missões em várias partes do mundo, veículos e variedade de armas - além da fase de treino na mansão, em que era possível prender o mordomo na geladeira - tornam este jogo inesquecível.

Tony Hawk's Pro Skater

Imagem

"So here I am, doing everything I can / Holding on to what I am / Pretending I'm a superman"! Aposto que você lembra destas estrofes da música da banda Goldfinger e isso é sinal de que você jogou Tony Hawk's Pro Skater. Não é apenas um jogo de trilha sonora licenciada inesquecível: o game aproveitou a fama das competições e do então jovem Tony Hawk para apresentar um game de skate bonito, divertido e acessível. Fazer manobras não era complicado e isso incentivava a criatividade de cada jogador para conseguir fazer o maior número de pontos em cada fase.

Vagrant Story

Imagem

Já nos últimos meses de vida do PS1 chegou mais esta jóia da Square. Vagrant Story é obra de Yasumi Matsuno, o mesmo responsável por FF Tactics e parcialmente pelo futuro Final Fantasy XII - tanto que estas três histórias acontecem no mesmo mundo, Ivalice. Gráficos impressionantes dão forma a cenário rebuscados e combates muito estratégicos e desafiantes em uma história intrincada de fantasia medieval.

Xenogears

Imagem

Mais um grande exemplo da ousadia e qualidade da Square nesta geração 32-bits. Xenogears traz combates em 2D com elementos de jogos de luta, mas também batalhas tridimensionais com robôs gigantes. A história é gigantesca e mescla ficção científica com religião e uma profunda exploração da personalidade do protagonista da história, Fei Fong Wong.

Fonte: Theenemy

Comentários

04 Dez, 2019 - 13:36

1079 Views

Comentários

Notícias