Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Blizzard recua no caso do jogador banido de Hearthstone, mas protestos continuam

No final da sexta-feira (11), a Blizzard se pronunciou oficialmente sobre o banimento do jogador profissional "Blitzchung" do cenário competitivo de Hearthstone. A produtora frisou que suas relações comerciais com a China não tiveram nenhuma relação com a decisão inicial, mas admitiu que agiu de forma precipitada no caso e abrandou as punições.

Com a mudança, o jogador Ng Wai "blitzchung" Chung voltou a ter acesso ao prêmio em dinheiro conquistado com suas vitórias. Além disso, sua suspensão de um ano do circuito profissional de Hearthstone foi reduzida para seis meses.

Os apresentadores responsáveis pela entrevista polêmica, que tinham sido desligados de todos os eventos da Blizzard em caráter permanente, tiveram sua punição revertida para seis meses de geladeira. Segundo a produtora, eles falharam em manter o foco da entrevista e teriam permitido a manifestação inadequada de "Blitzchung". Depois desse período, os apresentadores poderão voltar a participar de competições da empresa.

De acordo com o comunicado oficial da produtora, a sua meta é assegurar que "todo jogador, em qualquer parte do mundo, independentemente de opiniões políticas, crenças religiosas, raça, gênero ou qualquer outra consideração, sempre se sinta seguro e bem-vindo, tanto na competição quanto nos jogos".

O recuo da Blizzard não silenciou os protestos contra o banimento de "Blitzchung". Diversos jogadores e usuários estão determinados a manter o boicote contra produtos da empresa. Há relatos de que haverá manifestações negativas durante a BlizzCon, o grande evento anual da produtora, que começa em 1º de novembro.

Fonte: Gamerview

Comentários

14 Out, 2019 - 18:44

1241 Views

Comentários