Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Fãs estão remasterizando games originais de Resident Evil

Enquanto a Capcom se volta para o remake de Resident Evil 2 e, como muitos esperam, também do terceiro game da série, um grupo de fãs está remasterizando as versões originais dos dois títulos. O Seamless HD Project utiliza inteligência artificial e retoques manuais para recriar as texturas e cenários pré-renderizados dos games com duas décadas de idade, tornando-os muito mais cristalinos e belos.

O pacote de texturas, disponível para download no site oficial do projeto, funciona em cima das versões dos dois jogos para o GameCube e a partir de uma versão modificada do emulador Dolphin. Usando machine learning, os modders foram capazes de gerar novas texturas a partir das originais, que já haviam recebido um upscalling em seu relançamento para o console da Nintendo, o que acabou gerando pixels e arestas afiadas. Isso não acontece com o mod SHDP, como os vídeos e imagens demonstram claramente.

Imagem

Nem tudo pôde ser alterado pela inteligência artificial, com os desenvolvedores também colocando as mãos na massa para, por exemplo, editar menus internos, inventários e puzzles cujas texturas não puderam ser alteradas. O trabalho ainda está em andamento e, por isso mesmo, os responsáveis afirmam que alguns elementos visuais podem não estar bem encaixados, enquanto o mod, como um todo, pode ser desativado com um único botão, em caso de problemas ou apenas para comparação.

Outras mudanças também foram feitas na aplicação, que acertou o aspecto de tela da versão GameCube para os originais 4:3 e resolveu problemas de emulação de som que existem na versão original do Dolphin. Os fãs por trás do Seamless HD Project continuam trabalhando tanto no próprio pacote de texturas quanto no software em si e, para isso, convidam a comunidade a colaborar em um projeto de código aberto.

O download, como dito, é gratuito, mas inclui apenas o emulador e o pacote de remasterização, sem o game original, de forma a não incorrer em pirataria. Cabe ao jogador utilizar cópias originais dos títulos no PC ou baixar as ISOs por sua conta e risco. Além disso, quem desejar também pode baixar um pacote adicional que traz cutscenes remasterizadas, mas o time alerta quanto ao peso do pacote, com mais de 3 GB, e o alto consumo de recursos que ele gera sobre a máquina.

Imagem

O time promete, ainda, remasterizar o primeiro game da série da mesma maneira, o que pode se provar um desafio à parte uma vez que o jogo jamais foi lançado para o GameCube. A escolha mais óbvia, nesse caso, parece ser a versão PC, mas estamos falando de um título lançado em 1997 e que traz desafios adicionais relacionados à compatibilidade com sistemas modernos.

É justamente por isso que esse projeto ainda deve levar algum tempo. Entretanto, uma prévia do que a inteligência artificial pode fazer pode ser vista em um outro projeto semelhante, do designer Marcelus Castle Rain, que remasterizou a clássica abertura do primeiro Resident Evil em resolução 4K. O resultado, como fica claro logo que se aperta o play, é de encher os olhos.

Fonte: Canaltech

Comentários

20 Jul, 2019 - 11:39

1652 Views

Comentários

Notícias