Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Engrossando grupo de países contra jogos FPS, Iraque proíbe Fortnite e PUBG

Nos últimos anos, temos visto constantemente a discussão a respeito dos impactos de jogos considerados violentos na sociedade, havendo inclusive estudo conclusivo apontando a ausência de vinculo entre eles e tendência criminal de jogadores.

Obviamente, no grupo de defensores de vinculo entre violência e jogos, tivemos demonstrações de que o Brasil também se mostra presente, tendo como exemplos disso o projeto de lei que deseja criminalizar jogos violentos proposto por um deputado do PSL/SP e a declaração do atual vice-presidente Mourão quando comentou sobre o atentado de Suzano.

No entanto, essa posição não é uma exclusividade brasileira e a mais recente comprovação disso vem diretamente do Iraque, com a proibição formal dos jogos de FPS Fortnite e PUBG.

Segundo publicação da Reuters, a proibição é "devido aos efeitos negativos causados ​​por alguns jogos eletrônicos na saúde, cultura e segurança da sociedade iraquiana, incluindo ameaças sociais e morais às crianças e jovens".

Imagem

PUBG já foi proibido em outros países anteriormente

Esta proibição aconteceu pouco tempo depois de um popular e influente clérigo xiita do país, Moqtada al-Sadr, solicitar a proibição questionando "O que você vai ganhar por matar uma ou duas pessoas no PUBG? Não é um jogo de inteligência ou um jogo militar que fornece a maneira correta de lutar".

O Iraque não é o primeiro a proibir jogos assim mas em contrapartida, é o mais amplo. Até então, somente o PUBG havia sofrido sanções parecidas no estado indiano de Gujarat (com direito a terem sido presos 10 universitários por causa da proibição) e no Nepal.

E aí, qual a sua opinião sobre o assunto? Fala pra gente nos comentários!

Fonte: Tudocelular

Comentários

20 Abr, 2019 - 11:39

645 Views

Comentários

Notícias