Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Resident Evil 8, Resident Evil 3 Remake e o que esperar do futuro da franquia

A Capcom reformulou sua franquia Resident Evil, e agora podemos imaginar o que está por vir

Em 2017 a Capcom surpreendeu com um novo Resident Evil voltado para visão em 1ª pessoa. O resultado foi impressionante, e muitos assumem que a franquia pode seguir esse modelo com o lançamento de novos jogos. Porém, esta semana também tivemos o lançamento de Resident Evil 2 Remake, provando que a produtora atualmente detém duas fórmulas de sucesso para a franquia.

Com isso, se torna um tanto quanto difícil imaginar o próximo caminho que a Capcom seguirá. Difícil, mas nem tão impossível.

Existem atualmente 3 vertentes de especulação que giram em torno do próximo game de Resident Evil. As possibilidades apontam para algo como Resident Evil 3 Remake, Resident Evil Revelations 3 ou até mesmo Resident Evil 8.

Aqui neste artigo, analisaremos todas as possibilidades acerca do futuro da franquia, comentando cada situação hipotética.

Outro título numerado? Parece improvável…

Imagem

Muitos especulam que Resident Evil 8 já esteja em produção – ou já está a caminho. Existem alguns relatos – como no GamesRadar – que incitam a produção do novo game. Porém, esse parece ser o cenário menos possível no momento.

Faz apenas 2 anos que tivemos o lançamento de Resident Evil 7. Por muitas vezes os produtores da Capcom insistiram que estão focando em "um passo de cada vez". Ou seja, se tratando de algo relacionado à franquia, um certo tempo de desenvolvimento se tornou crucial para que cada título inovasse dentro de sua própria proposta. Vimos isso em RE 7, e recentemente, em Resident Evil 2 Remake – que se tornou outro jogo aos olhos do público e da crítica.

Se unirmos isso ao fato de que estamos próximos da mudança de geração de consoles, parece improvável que um novo game esteja sendo feito "às pressas". Além disso, mesmo que a equipe de desenvolvimento tenha todos os dados e modelos de Resident Evil 7 – ou até mesmo RE 2 Remake, imaginando que eles seguirão esse formato de jogo – ainda seria necessário um certo tempo para a evolução do projeto, tendo em vista que a Capcom almeja surpreender a cada lançamento.

Sendo assim, de todos os cenários, Resident Evil 8 parece o mais improvável.

Veremos Nemesis retornando?

Imagem

Resident Evil 3 Remake é o maior desejo dos fãs no momento. Após o trabalho primoroso realizado com a nova versão do segundo jogo, estamos ansiosos para conferirmos Nemesis no nível de narrativa, atmosfera e jogabilidade atuais. Muito foi falado sobre o game já estar em desenvolvimento, e esse tem uma probabilidade maior de ser lançado ainda nesta geração – se comparado à RE 8.

Durante 2018 surgiram rumores que mencionavam a produção do mesmo. No entanto, nada foi confirmado até o momento.

Sabemos que é do interesse da Capcom explorar títulos antigos da franquia. Além de permitir uma nova experiência, os Remakes também podem servir como uma nova base para os jogos numerados. Sendo assim, não seria estranho notar algum easter-egg ou pistas relacionadas à jornadas futuras. Se levarmos em conta a situação de RE 2 Remake também, o retorno de Nemesis parece ser o próximo passo lógico.

Entretanto, novamente a mudança de geração de consoles se torna um empecilho no meio do processo. Faltando pouco menos de 2 anos para conhecermos o novo PS5 e o novo Xbox, não há como descartar a possibilidade de que esse será um projeto voltado para a próxima geração. Em adição, dada a magnitude e peso de Resident Evil 3 para a franquia, esse poderia facilmente ser uma das surpresas para os próximos consoles.

Em termos comerciais, um lançamento voltado para a próxima geração poderia beneficiar a produção. Seria tempo suficiente para se dedicar ao game tanto quanto cuidaram de Resident Evil 2 Remake. Há também de se imaginar que Jill terá ainda mais destaque, abrindo uma janela para explorar a personagem no futuro da franquia.

Em conclusão, Resident Evil 3 Remake parece uma aposta segura, mas ainda não há como dizer que esse será o próximo em desenvolvimento.

Nos resta Revelations 3, e esse sim é um caso peculiar

Imagem

A comunidade se divide entre amor e ódio quanto à vertente Revelations de Resident Evil. Há quem partilhe que foram bons jogos, enquanto outros afirmam que não, por seu estilo, jogabilidade e alguns outros fatores.

Mas entre todas as propostas, um novo Revelations parece ser o caminho mais provável para a Capcom.

Se tratando de um game que não influencia diretamente o que já vimos – e apenas destaca histórias diferentes – um possível Revelations 3 seria a aposta "ideal" para a produtora. Imaginem também que, essa seria uma boa oportunidade de trazer Jill novamente antes de seu retorno oficial em Resident Evil 3 Remake.

Não seria incomum designar uma nova jornada para a personagem, antes de reformular um dos jogos mais clássicos da franquia. Tendo em vista também que se trata de um game shooter em terceira pessoa, essa seria a melhor oportunidade para reaproveitar a fórmula do novo Remake, e ao mesmo tempo, trabalhar com a franquia em um prazo menor – se comparado aos títulos do segmento numerado original.

Sendo assim, Resident Evil 3 Revelations se mostra o investimento comercial mais seguro no momento – de acordo com a tendência e tempo de desenvolvimento. O fato de não ter que – prioritariamente – envolver outros jogos e personagens da série, abre margem para que os personagens clássicos se mantenham distantes – esperando pelo retorno nos jogos futuros.

Logo, esse seria o título mais provável dentro de todas as vertentes de especulação atual. Evidente que, com o tempo, a Capcom poderia definir novos planos, mas essa parece ser a linha de raciocínio mais lógica em se tratando do planejamento para o futuro.

Mas, ainda temos um adendo nessa história…

Shinji Mikami retornará? E quais serão os próximos estilos de jogo?

Imagem

Diretor do primeiro Resident Evil já lançado, Shinji Mikami é um dos maiores nomes da indústria dos games. Nos últimos anos, Mikami tem flertado com a ideia de retornar para a franquia. Dada a fase atual da Capcom, não parece impossível que isso ocorra no futuro.

Dado o envolvimento do diretor com a franquia e seu "toque mágico" para o Survival Horror, certamente ele seria uma excelente adição a equipe de desenvolvimento. Além disso, Mikami poderia ser responsável pelo retorno da saga na próxima geração – com um possível Resident Evil 8.

Se comprovado sua relação com o projeto, temos certeza que demorará mais alguns anos até que o título seja anunciado. Nos resta então aguardarmos por novidades no futuro. Talvez, se formos ousados na imaginação, podemos até pensar que a Capcom revelará algo durante a E3 deste ano. Mas, novamente, esse parece outro cenário improvável.

A mudança de geração dos consoles afeta a indústria como um todo. Logo, as empresas costumam se ater ao planejamento – estipulado entre 5 e 10 anos. Sendo assim, a falta de novidades pode se tornar algo comum daqui para o anúncio dos novos consoles.

Quanto ao estilo de jogo, é difícil presumir qual seguirá determinado formato. Segundo uma entrevista durante o making-off de Resident Evil 7, o produtor Jun Takeuchi comentou que Resident Evil 7 queria transformar a franquia em algo "mutável". Com isso, é difícil imaginarmos que a série de jogos seguirá um formato padronizado. Pelo fato de, tanto em primeira quanto terceira pessoa os jogos terem rendido frutos, não há como estipular que a impopularidade – seja do FPS ou TPS – influenciará diretamente na vasta gama de fãs de Resident Evil.

E em conclusão, o que você acha que pode acontecer com a franquia no futuro? Deixe sua opinião nos comentários!

Fonte: Comboinfinito

Comentários

27 Jan, 2019 - 18:37

1785 Views

Comentários

Notícias