Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

World’s Scariest Police Chases e suas aventuras policiais

Quem lembra daqueles programas policiais que passaram entre os anos 80 e 2000 na TV? Sempre com perseguições, ação e toda a dinâmica policial dos EUA, estes programas garantiram algum sucesso durante os anos que ficaram no ar. Um deles, o World’s Wildest Police Videos trazia muitos casos, e acabou rendendo um game de videogame.

A Fox, que exibia o programa, observou a semelhança entre as perseguições do seu show e games como Driver, ou mesmo GTA 3, que mesmo lançado meses depois, já chamava atenção pela sua direção pelas ruas da cidade. Mas, saindo do submundo e dando ao gamer o controle da polícia, chegava em junho de 2001, para o já veterano Playstation, World’s Scariests Police Chases.

Os vídeos policiais mais selvagens do mundo

Imagem

Com este nome completamente sensacionalista, o programa trazia tudo o que o Homer Simpson adorava: perseguições, tiroteios e correria. No ar entre 1998 e 2002, o programa contou com 40 episódios, e para fazer justiça a seu nome, não focava apenas na polícia dos EUA, mas também mostrava ocorrências em países como Argentina, Austrália, Reino Unido, e até do Brasil.

Com foco na ação, os vídeos vinham de várias fontes: carros de polícia, helicópteros, câmeras de segurança, arquivos de reportagens, e vídeos de cidadãos com filmadoras caseiras. E o conteúdo, dos mais variados, que iam desde a apreensão de drogas e prisão de traficantes, até as famosas "desinteligências", ou seja, os "barracos".

Este é um dos episódios do programa:



O programa nasceu da exibição de especiais. Com o nome World’s Scariest Police Chases, alguns episódios foram exibidos em 1997, focando apenas as perseguições policiais. Outros dois especiais, chamados de World’s Scariest Police Shootouts focavam em episódios tensos vividos pela polícia dos EUA, durante os anos 90. O sucesso destes especiais justificou a criação do programa, que era semanal.

Muito do que era apresentado no programa, foi adaptado, mais tarde, no Brasil. Polícia 24 Horas, da Bandeirantes, e Operação de Risco, da Rede TV, apresentam, cada um a sua maneira, ações policiais, e, embora não sejam cópias exatas, contam com muita influência deste tipo de programa. Talvez, a diferença entre Brasil e EUA é que, enquanto aqui, a ação mais próxima era o foco das câmeras, nos EUA, a ação das perseguições falavam mais alto, o que fez com que a FOX Interactive investisse em um game, baseado exatamente nestas perseguições.

As perseguições policiais mais assustadoras do mundo

Imagem

Em 2001, o mundo dos videogames já tinham ótimas opções em perseguições. Driver 2, oferecia várias cidades, e mesmo sem imaginar, preparava o mundo para o fenômeno GTA, que chegaria no final daquele ano. O mesmo GTA, embora ainda diferente da série que estamos acostumados, também gozava de sucesso, e polêmicas.

Mas, foi Driver que serviu de base para o game policial. Aqui, não há muito para se conhecer da história do jogo. Você é apenas um típico policial dos EUA, que faz as primeiras missões em sua academia. A fim de melhorar suas habilidades ao volante. Com o passar do jogo, você jogará missões em que te colocam em cenários semelhantes aos apresentados no programa de TV, com direito a participação de seu apresentador na locução, John Bunnell.

O jogo em si, é bem semelhante ao game em que se inspirou. Não se sabe se foi por limitações da equipe técnica, ou por decisão do time de desenvolvimento, mas os oficiais não descem de seus carros na cidade. O que tem lá alguma justificativa: tirando filmes de tiras brucutus, pra quê policiais roubariam carros pelas cidades?



Mas, se você não pode sair do carro, pelo menos pode atirar. Não pra matar ninguém, mas pra causar danos no carro, e obrigá-lo a parar. Apesar disso, há missões que te proíbem o uso de armas de fogo. Obrigando a bater seu carro no adversário, ou acompanhá-lo. E, finalmente, algumas missões exigirão do jogador uma boa briga contra o tempo.

No geral, é um game com um visual bonito. Levando em consideração que o Playstation já estava em uma fase veterana. Mas, não há muito de originalidade no jogo. As missões eram bem simples, e de certa forma, até repetitivas. Mas era legal correr pelas ruas das cidades com sirene ligada. E, se você só quisesse patrulhar a rua numa boa, havia um modo livre. Que te deixava guiar por toda a cidade, na procura de delinquentes.

O legado da polícia nos games

Imagem

Um ano após o lançamento do game, o programa policial deixou de ser exibido. Mas policiais ainda seriam protagonistas nos videogames, com a série True Crime. Controlando Nick Kang, em Los Angeles, e Marcus Reed, em Nova York, o game trazia um pouco mais do submundo. Mas não deixou de lado as perseguições policiais, inclusive a pé. Para dominar bandidos pela rua e prendê-los com algemas.

Em 2012, Sleeping Dogs, a "sequência" do game que acabou mudando de casa, e por isso, mudou de nome, trouxe Wei Shen para o submundo de Hong Kong, com missões policiais que envolviam desmontar gangues de tráfico usando câmeras de vigilância, perseguir bandidos e participar de tiroteios. De longe, foram estes games que deixaram o "ser um policial" algo bem divertido.

No momento, a série está "estacionada", sem novos casos para serem resolvidos. E o mesmo dizemos de World’s Scariest Police Chases. Mas diga aí, qual seria uma próxima ideia de game policial interessante, se aproveitando dos recursos atuais?

Fonte: Arkade

Comentários

23 Jan, 2019 - 13:10

384 Views

Comentários

Notícias