Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Oito filmes de ficção científica que 'previram' 2019... e erraram

Estamos em 2019, portanto, vivemos no "distante futuro" previsto em muitos filmes. Não acredita em mim? Basta olhar pela janela e observar todos os carros voadores, mochilas a jato e armas de raio laser.

Bom, tudo bem, não são tempos tão gloriosos quanto os filmes de ficção científica nos fizeram pensar que seriam. Aliás, isso não se aplica apenas aos filmes -- o livro 1984 errou feio na previsão de como seria o ano, Nova York também não se tornou uma grande prisão como no filme Fuga de Nova York e assim por diante.

Pelo menos, considerando que já é 2019, chegou o momento perfeito para refletirmos sobre as previsões -- seja de filmes mais antigos ou mais novos -- feitas para o ano em que vivemos. Vamos lá:

Blade Runner (1982)

Imagem

De acordo com o roteiro de Hampton Fancher e David Peoples para Blade Runner, a região de Los Angeles seria extremamente lotada em 2019. Além disso, propagandas seriam excessivas e dominariam as paisagens por lá. A vida em LA seria extremamente ruim, algo próximo a um pesadelo. A única coisa que eles erraram é na previsão de que choveria constantemente por lá e, você pode falar sobre lágrimas na chuva o quanto quiser, mas até que a chuva chegue de fato, será necessário esperar por um tempo.

Algo que com certeza não existe por enquanto -- ou pelo menos não sabemos sobre -- é uma mão de obra escrava visível formada por humanos sintéticos com uma expectativa de vida muito baixa. Além da ideia de construirmos escravos para nós mesmos ainda estar longe de ser possível, com certeza existirão discussões éticas sérias a este respeito antes de chegar o tempo em que isto será possível.

Guerreiros do Futuro (1984)

Imagem

Lançado originalmente na Itália, em 1983, Guerreiros do Futuro era uma cópia sem vergonha de Mad Max 2 - A Caçada Continua dirigida por Enzo G. Castellari (Bastardos Inglórios) cujo orçamento equivalia a um terço do que custa um blockbuster de Hollywood hoje em dia.

No filme, os Estados Unidos de 2019 foram reduzidos a uma terra devastada pela guerra nuclear. Assim como em outros contextos pós-apocalípticos, o território está sendo disputado por diversos grupos e gangues. Claramente isso não aconteceu.

O Sobrevivente (1987)

Imagem

O Sobrevivente, filme protagonizado por Arnold Schwarzenegger que foi adaptado a partir de um livro de 1982, escrito por Richard Bachman, no máximo previu quão mais populares se tornariam os reality shows. Em 2019, uma megacorporação do mal transmite o reality show mais sangrento do mundo, cujos participantes são caçados e assassinados por caçadores. A ética deste programa só passa a ser questionada quando um carismático herói dá um jeito de se infiltrar nele.

Este filme, assim como vários outros que vieram antes dele, traz um questionamento importante: quando nós, enquanto sociedade, vamos assistir à morte como se fosse, de fato, entretenimento? Os mais civilizados de nós podem acreditar que isso nunca vá acontecer, mas é difícil crer que isto seja impossível.

Akira (1988)

Imagem

De acordo com o filme e anime de Katsuhiro Otomo, a terceira guerra mundial devia ter começado em 1988 e Tokyo só seria reconstruída em 2019. Assim como em Blade Runner, a cidade seria terrível, cheia de ruas sujas, bares estranhos e tomada por gangues de motociclistas em todos os estabelecimentos.

2019 não conta com toda a tecnologia de Akira, infelizmente, e jovens gangues não dirigem motocicletas incríveis do futuro quando cometem crimes -- em vez disso, vieram os iPhones.

Heatseeker - O Último Desafio (1995)

Imagem

Em Heatseeker - O Último Desafio, Gary Daniels interpreta um ciborgue que luta kickboxing. Nesta versão de 2019, esta modalidade de Kickboxing de ciborgues é o esporte mais popular do mundo. A tecnologia ciborgue nunca foi tão desenvolvida quanto filmes dão a entender -- temos de nos contentar com membros prostéticos da maneira como já existem. Talvez se os cientistas ralarem muito nós tenhamos uma liga de lutas robóticas até o final do ano?

A Ilha (2005)

Imagem

O filme de Michael Bay conta a história de um local populado por jovens atraentes que são mantidos em forma, comem comida perfeita e vestem roupas perfeitas, mas não podem fazer sexo. De vez em quando uma pessoa deste grupo acaba desaparecendo. Quando Scarlett Johansson e Ewan McGregor escapam de lá, descobrem que o mundo externo é muito parecido com o que é hoje. Cheio, mas não terrível. Sujo, mas não distópico.

Quando os personagens de Johansson e McGregor saem deste local, eles acabam descobrindo que são clones de atores famosos e servem como compartimentos para órgãos reserva (se você é uma estrela neste filme, aparentemente, consegue comprar clones para caso precise de um transplante). A tecnologia de clonagem ainda está longe de alcançar este nível, mas talvez chegue lá um dia.

2019 - O Ano da Extinção (2009)

Imagem

Em Daybreakers, uma praga vampiresca acabou com a Terra e os vampiros sobreviventes agora mantém os humanos presos em grandes fazendas de sangue subterrâneas. Bom... nem preciso dizer muito. Na verdade, Daybreakers nem foca muito na tecnologia, mas foca totalmente na mitologia vampiresca. Eles no máximo possuem escudos pessoais que usam para manterem-se protegidos contra o sol, mas nada de hologramas super avançados e telefones que esperam de filmes que se passam no futuro.

Tempestade: Planeta em Fúria (2017)

Imagem

Co-escrito e co-dirigido por Dean Devlin, Tempestade: Planeta em Fúria apresenta uma realidade em que, no ano 2019, as mudanças climáticas alcançaram um patamar tão elevado que satélites de alteração climática tornaram-se necessários para a manutenção da vida na Terra. Caso os satélites falhem, uma tempestade sem igual irá atingia a Terra e devastar o planeta inteiro. Esperamos que nada disso aconteça.

Fonte: Br/Ign

Comentários

12 Jan, 2019 - 21:34

3654 Views

Comentários