Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

5 fake news marcantes do cinema

Lembrem-se, crianças: sempre chequem os fatos.

Não é à toa que a expressão fake news tenha sido selecionada como a palavra do ano de 2017: de lá para cá, as notícias falsas, que hoje povoam o cenário político ao redor do mundo e o imaginário popular, tomaram conta da sociedade e estão por toda parte — inclusive no universo do cinema. Por isso, levando em conta a proliferação cada vez maior de fake news em todos os cantos do planeta através das redes sociais, o AdoroCinema decidiu relembrar cinco das maiores mentiras que ganharam status de verdade no universo dos longas-metragens:

A MORTE DE HENRY CAVILL

Imagem

Apesar de serem rapidamente desmentidos, rumores sobre a morte de astros do cinema são mais do que comuns, tanto que estrelas como Harrison Ford e Sylvester Stallone já foram dadas como falecidas pelos tabloides e jornais web afora. As coisas mudam de figura, no entanto, quando é a própria Google que confirma a informação. Foi isso que aconteceu com Henry Cavill, declarado morto pela gigante da tecnologia e da internet. Bem-humorado, o ator comentou a inusitada "novidade" em seu Instagram (confira acima): "Quando você descobre que morreu há 2 dias".

MARIETA SEVERO COMO DILMA ROUSSEFF

Imagem

Essa é uma fake news que durou mais do que o próprio governo interrompido de Dilma Rousseff. Em pelo menos duas ocasiões diferentes — em 2011 e no ano passado —, foi noticiado que a atriz Marieta Severo assumiria o papel da primeira mulher a presidir o Brasil nas telonas. A estrela das telinhas nacionais interpretaria a política do Partido dos Trabalhadores em uma cinebiografia à la Lula, o Filho do Brasil; no entanto, a própria Severo revelou que a notícia não era verdadeira e, até hoje, nenhum filme ficcional foi produzido sobre Rousseff.

BATFLECK NÃO VAI ACONTECER

Imagem

Poderíamos dizer que a novela sobre a saída de Ben Affleck do Universo Estendido da DC começou há muito, muito tempo. Na verdade, os primeiros rumores sobre a partida do astro surgiram quando Batman vs Superman, estreia de Affleck como o atual Homem-Morcego, sequer havia sido lançado. Nos idos de 2014, a jornalista Ana Maria Bahiana afirmou ter ouvido de fontes seguras que Affleck não protagonizaria o filme de Zack Snyder por causa da rejeição dos fãs à sua escalação como Bruce Wayne. Uma divergência entre o ator e o diretor ou um conflito de agendas seriam utilizados para justificar a partida de Affleck... que até hoje (ainda) não aconteceu.

MORTE DE BRANDON LEE NAS TELONAS

Imagem

Enquanto o trágico falecimento de Brandon Lee no set de O Corvo — a morte acidental do ator foi causada por um revólver que deveria disparar balas de festim, mas que estava carregado por projéteis reais — é um fato, outra versão da história ganhou força em certos setores da imprensa. De acordo com rumores e boatos acerca da produção e do triste evento, os produtores de O Corvo teriam incluído as filmagens com Lee sendo atingido pela bala no corte final do longa de Alex Proyas para ilustrar a morte de seu personagem. A informação foi posteriormente desmentida.

A GUERRA DOS MUNDOS DE ORSON WELLES

Imagem

A maior fake news da história da sétima arte aconteceu muito antes da invenção do termo e até mesmo fora da esfera do cinema. Em 1938, Orson Welles, então um subversivo jovem diretor teatral de 23 anos conhecido por encenar uma versão de "Macbeth" apenas com atores negros, decidiu testar a credibilidade das emissões de rádio nos Estados Unidos, principal veículo de comunicação do país à época. Escrito com base no "A Guerra dos Mundos" (ed. Suma de Letras), de H.G. Wells, e narrado pelo próprio Welles, o programa do dia 30 de outubro de 1938 causou pânico em todos os seus ouvintes — o montante total é objeto de disputa entre historiadores, que chegaram a declar que o legado de A Guerra dos Mundo seria mais mitológico do que real — ao noticiar uma invasão alienígena ao planeta Terra.

Atraindo críticas por parte de toda a imprensa tradicional, que repudiaram a paródia de Welles dos noticiários jornalísticos, o artista ganhou notoriedade suficiente para migrar para as telonas. Três anos depois, ele lançaria aquele que é, para muitos, o melhor filme de todos os tempos: Cidadão Kane.

Fonte: Adorocinema

Comentários

08 Nov, 2018 - 17:23

304 Views

Comentários

Notícias