Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

MP pede indenização de R$ 7,5 milhões a youtuber Julio Cocielo por ofensa racista contra jogador francês

Durante a Copa do Mundo deste ano, o youtuber Julio Cocielo foi protagonista de um episódio de racismo ao escrever no Twitter que o jogador francês Kylian Mbappé "conseguiria fazer uns arrastões top na praia". Agora, o Ministério Público do Estado de São Paulo cobra indenização de quase R$ 7,5 milhões a Cocielo por causa da declaração.

Os promotores de Justiça de Direitos Humanos Eduardo Valério e Bruno Orsini Simonetti ajuizaram uma ação civil pública contra Cocielo por racismo na última quarta-feira (12/9). O MPSP pede que o youtuber seja condenado a pagar R$ 7.498.302 por dano social coletivo. Os promotores pedem também a quebra do sigilo bancário de Cocielo, para subsidiar a sua condenação na obrigação de pagar a quantia.

"Trata-se de um jovem jogador negro, francês de ascendência camaronesa, de compleição física robusta e que mostrou, nos jogos da seleção francesa na Copa da Rússia, impressionantes velocidade e explosão, daí advindo, em notória manifestação de racismo, a sua associação com os assaltantes (negros, na ótica do autor) que praticam crimes de roubo nas praias brasileiras, sobretudo fluminenses, sempre sob contínua e desabalada corrida", escreveram os promotores na ação.

Imagem

Durante a tempestade em que se viu Cocielo, diversos usuários no Twitter começaram a cavar posts antigos do youtuber com piadas também racistas, escancarando um padrão de comportamento, algo também trazido na ação. Na visão dos promotores, Cocielo usou a rede social para violar direitos fundamentais, ofendendo e violando "os direitos humanos, a Constituição Federal e Tratados Internacionais de Direitos Humanos".

À época, preocupado que mais comentários antigos viessem à tona, Cocielo apagou mais de 50 mil tuítes. O comentário em relação a Mbappé ocasionou também na perda de parcerias do youtuber com marcas. O Itaú e o Submarino retiraram do ar campanhas com o dono do canal "Canalha". A Coca-Cola, por sua vez, se pronunciou, afirmando que não tinha mais ligação com Cocielo.

[MPSP]

Fonte: Gizmodo

Comentários

13 Set, 2018 - 19:54

2958 Views

Comentários