Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

10 curiosidades a respeito da saga Metal Gear

Depois que Hideo Kojima saiu da Konami em dezembro de 2015, o futuro tornou-se incerto para a popular série Metal Gear. Sem a presença de seu criador, muitos jogadores acreditam que a franquia nunca mais será a mesma ou que até mesmo morreu de vez.

Ao que parece, não estão muito longe da verdade. A revelação de Metal Gear Survive pela Konami no ano passado deixou os fãs inconformados. Kojima, pouco tempo após o anúncio do jogo, também deu a entender que não gostou do que viu.

"Isto não tem nada a ver comigo!", disse ele durante a Tokyo Game Show 2016. "Jogos de Metal Gear são a respeito de ficção política e espionagem. Onde zumbis se encaixam nisso?"

Enquanto o novo jogo não é lançado, algo previsto para ocorrer este ano, confira abaixo dez curiosidades que nem todo mundo sabe a respeito desta icônica série.

1- Kojima pensava que Metal Gear não faria sucesso

Imagem

Dá pra acreditar? Depois que desenvolveu e lançou Metal Gear original para MSX2 em 1987, Hideo Kojima achou que aquele seria o fim de tudo. "Quando eu criei o primeiro Metal Gear, pensei que depois dele estaria tudo acabado. Eu não achava que ia vender". Felizmente, ele estava redondamente enganado e a série acabou se tornando uma das mais populares da história dos games.

2- Ideia da jogabilidade de Metal Gear surgiu na infância de Kojima

Imagem

Os games nos anos 80 eram em sua maioria títulos de ação. Certo dia, Kojima, brincando de esconde-esconde quando ainda era jovem, teve a ideia de um jogo onde você passava pelos inimigos sem ser visto, ao invés de atacá-los. Algum tempo depois de ter entrado na Konami, conseguiu colocar este conceito em prática ao criar Metal Gear.

3- Retratos dos personagens em Metal Gear 2: Solid Snake

Imagem

Kojima sempre foi apaixonado por filmes e usa a influência de dezenas deles para quase tudo em seus games. Um dos mais interessantes exemplos disso ocorre em Metal Gear 2, onde os retratos da maioria dos personagens são baseados em famosos atores da indústria cinematográfica.

4- Metal Gear Solid LEGO

Imagem

Durante a produção de Metal Gear Solid para PlayStation, a equipe de produção teve as ideias das muitas áreas presentes no jogo através da construção de salas e estruturas com peças de LEGO.

5- Cinquenta filmes tiveram influência em Metal Gear Solid

Imagem

Uma das ações de divulgação de Metal Gear Solid envolveu a Tsutaya, que é a maior rede de locação de vídeos do Japão. Nela foi apresentada uma lista contendo cinquenta filmes que influenciaram o game, incluindo clássicos como "Os Canhões de Navarone" (1961), "007 contra Goldfinger" (1967), "Despertar dos Mortos" (1978), "Nascido para Matar" (1987) e "Predador" (1987). Este último, inclusive, inspirou a ideia do traje de camuflagem furtiva utilizado pelo ninja ciborgue Gray Fox no jogo.

6- Origem dos nomes reais de Solid Snake e Otacon

Imagem

Kojima decidiu dar respectivamente para ambos os nomes de David e Hal por causa de seu filme favorito, "2001: Uma Odisséia no Espaço" (1968), de Stanley Kubrick. Alguns fãs especulavam que Snake chamava-se David por causa de seu dublador, David Hayter, o que é incorreto e trata-se apenas de uma coincidência. Falando nele…

7- Hayter abriu mão de metade de seu salário em The Twin Snakes

Imagem

O remake de Metal Gear Solid para GameCube teve seu elenco de dublagem quase que inteiramente composto pelos mesmos atores que participaram do jogo original. David Hayter, a eterna voz de Solid Snake, teve papel fundamental para que isso fosse possível, decidindo receber apenas metade de seu salário de modo que a Konami tivesse recursos para contratar o elenco original.

8- Ataques terroristas às Torres Gêmeas levaram Kojima a cogitar cancelamento de Metal Gear Solid 2

Imagem

Os terríveis ataques terroristas ocorridos nos Estados Unidos no dia 11 de setembro de 2001 ao World Trade Center, em Nova York, não apenas deixaram o mundo em choque, como também trouxeram dor de cabeça para Kojima e sua equipe, pois as Torres Gêmeas naquele momento apareciam bastante em Metal Gear Solid 2. "Achei que não podíamos mais lançar. Naquela altura, achei que deveríamos cancelar por completo o jogo". A situação era tão complicada que Kojima até passou mal, tamanha a sua tristeza, pensando inclusive em pedir demissão da Konami na época. Por fim, ele recebeu uma carta de um familiar de um bombeiro que morreu nos ataques, pedindo para que ele lançasse o jogo e não deixasse os terroristas vencerem. Então, Kojima mudou de ideia e lançou Metal Gear Solid 2, mas apenas depois de fazer vários cortes significativos.

9- Até sair Portable Ops, filho de Kojima detestava os jogos da saga

Imagem

Um dos primeiros títulos da série com recursos online, Metal Gear Solid: Portable Ops vinha com a premissa de poder ser jogado em qualquer lugar pelo fato de ter sido desenvolvido para o portátil PSP. Em 2008, Kojima disse que esse foi o primeiro jogo da franquia que seu filho gostou, justamente por causa de sua portabilidade. "Meu filho me viu criando os jogos originais e disse ‘eles são uma merda!’, até o momento que lancei Portable Ops. A garotada realmente gosta desses dispositivos portáteis e meu filho está realmente engajado com Portable Ops também".

10- Todas as áreas jogáveis de MGS 1 e 2 cabem no Camp Omega de Ground Zeroes e The Phantom Pain

Imagem

Presente em Ground Zeroes e aparecendo novamente em The Phantom Pain, apesar de pequeno, o Camp Omega conseguiria abrigar cada uma das áreas jogáveis de Metal Gear Solid 1 e 2.

Gostou da lista? Existem dezenas de curiosidades a respeito desta maravilhosa saga que é Metal Gear. Estas foram apenas algumas delas. Quais outros pontos curiosos você tem conhecimento sobre? Conte pra gente nos comentários da página.

Fonte: Gamehall/Uol

Comentários

13 Fev, 2018 - 03:53

913 Views

Comentários