Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Qualcomm leva multa de US$ 1,2 bi por pagar Apple para usar seus chips em iPhones

Os problemas legais da Qualcomm estão ficando cada vez mais graves. A empresa, que está numa disputa com a Apple, foi agora multada em US$ 1,2 bilhão pela União Europeia por violar regulações antitruste.

Entre 2011 e 2016, a Qualcomm tinha um acordo com a Apple que bonificava a fabricante do iPhone se ela usasse exclusivamente modems LTE [que permitem conexão à internet 4G] da Qualcomm. Ainda que isso não possa soar como um grande problema, Margrethe Vestager, que é comissária da União Europeia, explicou a sanção dizendo que a "Qualcomm de forma ilegal tirou todos os rivais do mercado de chipsets LTE por quase cinco anos, desde modo consolidando sua dominação de mercado. A Qualcomm pagou bilhões de dólares para um cliente chave, no caso a Apple, de modo que ela não comprasse dos seus rivais."

Na época, a Apple disse que estava considerando seriamente trocar os modems da Qualcomm pelos produzidos pela Intel, mas, supostamente por causa do acordo interior, a Apple acabou esperando até a expiração em 2016 do que fora combinado para começar a ter chips LTE de diferentes marcas no iPhone.

"Isso significa que nenhum rival poderia efetivamente desafiar a Qualcomm nesse mercado, não importando quão bons eram os produtos", ressaltou Vestager. "O comportamento da Qualcomm negou aos consumidores a capacidade de escolha e inovação — e este é um setor com grande demanda e potencial para tecnologias inovadoras. Isso é ilegal de acordo com as leis antitruste da União Europeia e por esta razão tomamos a decisão de aplicar a multa."

Segundo a Bloomberg, a multa de US$ 1,2 bilhão da Qualcomm é a terceira maior já registrada em um processo antitruste da União Europeia. A primeira, de US$ 3,6 bilhões, foi aplicada a diversas montadoras de carro — como Volvo, Renault e Daimler —por manipular preços por 14 anos, enquanto a segunda, de US$ 1,67 bilhão, tinha relação com fabricantes de vidros automotivos por participação ilegal de mercado e fixação de preços.

A Qualcomm disse que planeja apelar da decisão. Enquanto isso, a empresa tenta afastar a possibilidade de ser adquirida pela Broadcom e ainda tem o processo envolvendo a Apple, o que pode prejudicar bastante os ativos da companhia. A má notícia para a Qualcomm é que a empresa pode ser alvo de um outro processo na União Europeia em que é acusada de vender modems para a Nvidia, entre 2009 e 2011, a um preço muito baixo para excluir rivais da concorrência.

[Bloomberg]

Foto do topo por Qualcomm

Fonte: Gizmodo/Uol

Comentários

24 Jan, 2018 - 15:44

702 Views

Comentários