Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Mitologia Brasileira #3: Bestiário Brasileiro

Esse post surgiu de uma discussão com um amigo sobre os monstros pelo mundo, depois de uma imagem um pouco racista (bastante racista tendendo a criminosa) falando enquanto outros lugares tinham coisas como dragões, lobos gigantescos e krakens nos tínhamos só o saci.

Mas tirando o lado racista será que nós não temos realmente monstros dignos de nota? Uma rápida pesquisa e descobri que temos sim! Temos uma porção de monstros no nível de criaturas de outras partes do mundo. Mas já aviso como nossa cultura é um misto de lendas indigenas, europeias e africanas muitos desses monstros são reinterpretações de monstros de outros lugares do mundo, outros são adaptações da mitologia indigena, então vamos lá:


Mapinguari



Criatura descrita como um macaco de tamanho descomunal - 5 a 6 metros, peludo como o porco-espinho, "só que os pêlos são de aço". Em uma versão, o mapinguari tem um só olho, enorme, no meio da testa, e uma bocarra vertical que desce até o umbigo. Cada passo do mapinguari mede 3 metros, e seu alimento favorito é a cabeça das vítimas, geralmente pessoas que ele caça durante o dia, deixando para dormir à noite. Há aqueles que afirmam ser impossível matá-lo: é invulnerável. Numa outra versão, ele é apresentado como um ser dos mais fantásticos, com 2 olhos, mas "3 bocas", sendo uma debaixo de cada braço e a outra sobre o coração. É importante falar que o mapinguari é o nosso pé grande/monstro do lago ness. Varias expedições já foram realizadas para captura-lo, desconfiando que pudesse ser uma preguiça gigante pliocênica.

Ipupiara

Imagem

O Ipupiara, Igpupiara ou Hypupiara, segundo os tupis do atual litoral brasileiro no século XVI, era um monstro marinho e antropófago.

Quibungo

Imagem

É uma espécie de monstro, meio homem, meio bicho. Tem a cabeça enorme e um grande buraco no meio das costas, que se abre e fecha conforme ele abaixe e levante a cabeça. Come pessoas, especialmente crianças e mulheres, abrindo o buraco e atirando-as dentro dele. O quibungo, também chamado kibungo ou xibungo, é mito de origem africana que chegou ao Brasil através dos bantus e se fixou no estado da Bahia. Segundo a lenda o Quibungo é uma espécie de Bicho-Papão negro (de origem africana). Não há nenhum testemunho ocular de sua existência dentro dessas histórias tradicionais, contadas para as crianças inquietas ou teimosas, ele se arrasta como um fantasma faminto, como um feroz devorador de meninos e meninas que distanciam dos seus pais. O Quibungo é ao mesmo tempo homem e animal. Espécie de lobo ou velho negro maltrapilho e faminto sujo e esfarrapado, um verdadeiro fantasma residente nos maiores temores infantis.



Cobra Norato

Imagem

A lenda diz que uma cabocla de nome Zelina deu à luz um casal de gêmeos: Honorato e Maria Caninana, duas cobras. Jogou-as no rio, onde se criaram, mas Maria Caninana vivia fazendo malvadezas até que foi morta pelo irmão, que tinha bom coração. Sempre que assumia a forma humana, ele ia visitar sua mãe, a quem implorava que o desencantasse. Para que o encanto fosse quebrado, ela deveria chegar ao corpo adormecido da serpente, pôr um pouco de leite na sua boca e ferir-lhe a cabeça, de forma que sangrasse. A mulher, por medo, nunca chegou perto do réptil, até que um soldado da guarnição da ilha de Cametá livrou o jovem da maldição. A cobra Norato cresceu de forma gigantesca e ameaçadora, abandonando a floresta e passando a habitar a parte profunda dos rios. Ao rastejar pela terra firme, os sulcos que deixa se transformam nos igarapés. Conta a lenda que a cobra-grande pode se transformar em embarcações ou outros seres.

Cuca

Imagem

A Cuca é uma ser mitologico que tem origem no dragão português Coca. Em geral representada por velha feia na forma de jacaré que tem poderes das bruxas e persegue crianças.

Boitatá

Imagem

É uma cobra-de-fogo, que vaga pelos campos. Serpente transparente que incandescia como se estivesse queimando por dentro. Esse é o nome dado pelos índios ao fogo fátuo. Quem encontra a boitatá pode até ficar cego...

Iara

Imagem

Antes uma jovem Tupi, era a mais formosa mulher das tribos que habitavam ao longo do rio Amazonas. Por sua doçura, todos os animais e as plantas a amavam. Mantinha-se, entretanto, indiferente aos muitos admiradores da tribo. Numa tarde de verão, mesmo após o Sol se pôr, Yara permanecia no banho, quando foi surpreendida por um grupo de homens estranhos. Sem condições de fugir, a jovem foi agarrada e amordaçada. Acabou por desmaiar, sendo, mesmo assim, violentada e atirada ao rio. O espírito das águas transformou o corpo de Yara num ser duplo. Continuaria humana da cintura para cima, tornando-se peixe no restante. Yara passou a ser uma sereia, cujo canto atrai os homens de maneira irresistível. Ao verem a linda criatura, eles se aproximam dela, que os abraça e os arrasta às profundezas, de onde nunca mais voltarão.

Mula Sem Cabeça

Imagem

É a forma que toma a concubina do sacerdote. Na noite de quinta para sexta-feira, transforma-se num forte animal, de identificação controvertida na tradição oral, e galopa, assombrando quem encontra. Lança chispas de fogo pelo buraco de sua cabeça. Suas patas são como calçadas com ferro. A violência do galope e a estridência do relincho são ouvidas ao longe. Às vezes soluça como uma criatura humana.

Os 7 monstros da mitologia guarani

Kerana, a bela filha de Marangatu, foi capturada pela personificação ou espírito mau chamado Tau. Juntos eles tiveram sete filhos, que foram amaldiçoados pela grande deusaArasy, e todos exceto um nasceram como monstros horríveis. Os sete são considerados figuras primárias na mitologia Guarani, e enquanto vários dos deuses menores ou até os humanos originais são esquecidos na tradição verbal de algumas áreas, estes sete são geralmente mantidos nas lendas. Alguns são acreditados até tempos modernos em áreas rurais. Os sete filhos de Tau e Kerana são, em ordem de nascimento:

Teju Jagua

Imagem

Corpo de Lagarto e 7 cabeças de cachorro ,come frutas e mel , vive em cavernas,grutas e lugares de aguá doce.

Mboi Tu´i

Imagem

Corpo de serpente com escamas e listras com uma cabeça grande, cheia de penas e um bico de papagaio, com uma lingua bifurcada de cor avermelhada .E protetora dos animais aquáticos gosta de umidade e flores.

Moñai

Imagem

Corpo de cobra e cabeça grande com dentes e dois chifres,seus domínios são os campos abertos alimenta se de pássaros e tem o poder de hipnotizar com suas antenas (chifres) usava para pegar os pássaros com mais facilidade.

Jaci Jaterê

Imagem

Significa "pedaço de lua" e o único que não aparente ser um monstro, tem uma aparência bonita de se ver (quando ele quer)e carrega um cajado magico com ele,habita as matas ,protege os tesouros escondidos e as ervas naturais (em especial a Erva-mate ).

Kurupi (Cunupi)

Imagem

De estatura pequena,olhos negros sem pupila,dentes pontiagudos movimenta se através de salto com muita rapidez.Alimenta se de filhotes de animais recém nascidos, tem um grito estridente e malévolo.

Ao Ao

Imagem

Ao Ao é freqüentemente descrito como sendo uma voraz criatura parecida com um carneiro, com um grande conjunto de presas afiadas.

O seu nome é derivado do som que faria ao perseguir suas vitimas. O primeiro Ao Ao teria uma enorme virilidade e por isso é identificado como o principio da fertilidade pelos guaranis. Produziu grande descendência igual a ele, e servem coletivamente como senhores e protetores das colinas e montanhas.

É descrito ainda como sendo canibal devorador de gente. Embora sua descrição física seja claramente não humana, é meio humana por nascimento, então o termo canibal se aplicaria. De acordo com a maioria das versões do mito, quando localiza uma vítima para sua próxima refeição, persegue o infeliz humano por qualquer distância ou em qualquer território, não parando até conseguir sua refeição.


Luison

Imagem

Tem o poder sobre a morte, assemelha se a um macaco com olhos vermelhos e barbatanas de peixe e um falo parecido com de uma Anta.Seu nome e derivado de outra lenda brasileira e mundial o Lobisomem.

Lobisomem

Imagem

Lobisomem ou licantropo, é um ser lendário, com origem dos folclores brasileiros, segundo as quais, um homem pode se transformar em lobo ou em algo semelhante a um lobo em noites de lua cheia, só voltando à forma humana ao amanhecer. Está tambem presente em outros folclores ao redor do mundo.

Comentários

01 Out, 2013 - 23:48

15803 Views

Comentários

firefox 03 Out, 2013 11:10 0

lipiflp, é devido a gente pré-conceituosa como você que este país tem sua identidade cultural marginalizada.

E nossa mitologia não é deficiente. Ela é o que também são as demais: uma mesclas de crenças e costumes de vários povos, amalgamadas lentamente através do tempo.

òtimo artigo.

sophos_nsm 03 Out, 2013 11:02 0

lipiflp e por ultimo não custa lembrar que boto é mamifero e não peixe.

zamorano 03 Out, 2013 09:31 0

maginifico, muito interessante. Valeu Tribo Gamer.

sophos_nsm 03 Out, 2013 06:08 1

lipiflp vc ao menos leu antes de comentar? que eu saiba não citei nem o saci nem o boto nem o curupira. mas sim as bestas.
alem de que ser engravidado por seres misticos não é exclusividade de nossa mitologia. zeus era cheio de filhos na terra.

enquanto eu tento desfazer preconceitos tu tenta cria-los... sem ao menos ter lido o que eu escrevi no artigo. leu o titulo e pronto,

lipiflp 02 Out, 2013 23:00 0

mitologia meio deficiente
um nao tem cabeça, o outro não tem perna, o outro tem os pés invertidos
e um peixe que engravida mulheres que na verdade era uma desculpa que a mulherada dava pro marido quando apareciam gravidas..
"o peixe me dngravidou"
e o marido corno aceitava numa boa e criava o filho dos outros..
kkkkkkk

alefrost 02 Out, 2013 15:11 1

pô gente esse Kurupi (Cunupi) é meio forçado né,
tem crianças vendo isso, vão deixa os baixitos com pesadelos. xD

sophos_nsm 02 Out, 2013 13:40 0

de qualquer maneira inclui a mula sem cabeça.

sophos_nsm 02 Out, 2013 13:11 0

gusoli o numero 4 provavelmente vai ser sobre os 3 duendes brasileiros (curupira, caipora e saci) se tiver mais alguma ideia me manda sobre mp.

gusoli 02 Out, 2013 12:47 1

Deveria ter colocado o Curupira, o saci e a mula sem cabeça, eles são retratados de forma erradas como os conto de fadas, são reformulados para serem apresentados para as crianças.

Minha vó contava historias horríveis sobre o saci e curupira, minha vó era descendente de índios e desmentia tudo que a mídia passava (sitio do picapau amarelo).

Nosso folclore não é ruim so é retratado de forma errada.

http://www.eamb.org/brasil/wp-content/files_mf/curupira_hd_002.jpg
http://www.zonanerd.com.br/wp-content/uploads/2012/10/dia-do-saci-4.jpg

mj_psd 02 Out, 2013 11:47 5

Kurupi
escreveu:De estatura pequena,olhos negros sem pupila,dentes pontiagudos movimenta se através de salto com muita rapidez.Alimenta se de filhotes de animais recém nascidos, tem um grito estridente e malévolo.


e uma pica grande pra cara-lho

Daynno 02 Out, 2013 10:53 0

Vc esqueceu alguns como a mula, mas ficou muito bom

mercosul 02 Out, 2013 08:34 5

O Kurupi parece personagem de ******, não deixa um japonês vê-lo.

Notícias