Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar
8.4
Análise de de Tribo Gamer

Análise: I Am Fish é uma mistura de Procurando Nemo com "Dark Souls"

I Am Fish é o último game da Bossa Studios, estúdio independente com sede no Reino Unido fundado por dois brasileiros que deixaram a Globo. O estúdio é responsável pela produção de jogos como "I Am Bread", "Destiny Bread Simulator" e "Surgeon Simulator", que fazem muito sucesso devido à sua jogabilidade totalmente bagunçada de Surgeon. Sou um peixe seguindo o mesmo caminho maluco do último jogo da empresa e trouxe-nos um simulador de peixe. O jogo foi lançado em 16 de setembro deste ano, está disponível para Xbox One e PC e está disponível para assinantes do Gamepass.



O jogo tem uma história muito simples e precisa. Basicamente, os quatro aquaristas do pet shop foram comprados por diferentes pessoas e, ao chegarem ao destino, perceberam que não podiam ser separados. Então, cada um desses peixes deve escapar de seu aquário, chegar ao mar e tentar encontrar seus amigos. Quem já assistiu Procurando Nemo se lembra da parte do peixe que fugiu para o mar em Sydney em busca da ajuda de amigos. "I Am a Fish" é obviamente inspirado no filme da Disney Pixar, mas com um toque de loucura em todo o processo. O conceito geral é muito simples, mas de uma forma mais louca e ridícula.

Imagem

Quando começamos a jogar o peixinho dourado, que era o primeiro peixe que podíamos usar, percebemos que a mecânica do Eu sou um peixe foi projetada para deixar você muito frustrado.

Imagem

Cada peixe tem um poder especial e precisa passar por certas partes do respectivo mapa. O baiacu se expande rolando na terra ou por jatos de pressão, o peixe azul pode voar e o peixe verde tem uma forte força de mordida que pode romper canos e outras coisas. Cada mecanismo é muito interessante, concentrei-me no peixe voador, que tem uma excelente jogabilidade de vôo.

Imagem

Falando agora sobre a direção de arte, o jogo tem visuais muito bem feitos e uma trilha sonora que agrada durante o gameplay. Claramente, I Am Fish não é um jogo de última geração com ray tracing e gráficos absurdos, mas dentro da proposta do jogo ele é bem bonito e detalhado, e consegue dar aquela sensação de pequenez dos peixes nos gigantes lugares por onde eles passam. O grande destaque vai para a iluminação, as sombras, e shaders que dão toda uma beleza a mais ao jogo.

Porém, é importante notar que este jogo não é dos mais leves. Por ser um jogo baseado inteiramente na física, o processador é utilizado em perseguir 100% do jogo, e muitas vezes cai, principalmente quando estamos em altas velocidades ou quando o vidro do aquário se quebra. Nessas horas, a taxa de quadros enviará um abraço, mas felizmente, não atrapalhará a jogabilidade.

Imagem

Imagem

Imagem

Para resumir esta breve análise, I am Fish é um jogo que me divirto muito. Não tinha muitas expectativas para isso, e finalmente encontrei um jogo divertido, bonito e criativo. As cenas são incríveis, e cada novo mapa melhora o jogo, trazendo caminhos e eventos inusitados. Se você gosta de jogabilidade baseada na física, ou de qualquer outro jogo da Bossa Studios, então em suas aproximadamente 8 horas de jogo, I Am Fish definitivamente irá agradá-lo. Neste jogo que combina a frustração de Dark Souls com os efeitos visuais de Finding Nemo, prepare sua mente e pragueje muito ao longo do jogo.

Fonte: Ultimaficha

0 Comentários

17 Set, 2021 - 14:54

596 Views

8.4

Como você avalia o ?

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Escrever Análise

Comentários