Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar
8.0
Análise de Metro Exodus de Tribo Gamer

Metro dá o salto do subterrâneo para a superfície, e do design linear para o mundo aberto, mas será que ganhou com isso?

Depois de uma ausência de seis anos, Metro está de volta, continuado a saga que Artyom começou em Metro 2033 e Metro: Last Light. O novo jogo, Metro Exodus, marca uma série de alterações para a saga, retirando o jogador dos ambientes escuros e apertados do metropolitano russo, para o colocar na superfície verdejante e aberta à exploração.

Começamos com Artyom cercado, sozinho numa zona proibida do metro. Estranhas criaturas conhecidas como Watchers estão no seu encalce, gritando no escuro enquanto o tentam cercar. Artyom acaba por conseguir escapar deste encontro, fechando uma porta de aço na cara destas criaturas. Ferido, Artyom recebe a ajuda de um grupo de forças especiais intitulado de The Order, e é transportado para uma cama do hospital improvisado. Quando acorda, está junto da sua esposa, que lhe pede para não regressar à superfície, e avisa-o que as suas ações podem enfurecer o seu pai e líder de The Order, o Coronel Miller.

Imagem

Artyon é essencial para a sobrevivência deste grupo, mas nem isso o impede de arriscar a vida na tentativa de confirmar uma suspeita - a crença de que o ar na superfície é novamente saudável. Eventualmente, Artyom confirma mesmo as suas suspeitas, mas mais que isso, descobre que existem pessoas já a viver na superfícies. Isso muda tudo, e agora o objetivo de Artyom e da The Order é encontrar um sítio para onde possam mudar a pequena comunidade.

Em Metro Exodus vamos ainda explorar túneis escuros e áreas fechadas, mas apenas temporariamente. O grosso da aventura se passa agora ao ar livre, em mundo aberto, e até terão acesso a um comboio que serve de meio de transporte e de base para a The Order. Artyom vai encontrar todo o tipo de pessoas ao longo desta aventura, desde traficantes de escravos, a fanáticos, passando por homicidas, mas também irão conhecer comunidades amigáveis e personagens comoventes. É um misto de civilização destruída com áreas verdejantes, de pequenas comunidades com criaturas horrendas, e tudo apresentado através das várias estações do ano.

Imagem

Cada estação do ano representa um capítulo, o que significa que, se avançarem para o verão, não podem voltar a explorar o mundo na primavera, por exemplo. Não se trata de uma simples mudança de iluminação, mas de alterações notáveis ao nível de fauna e flora. Vão encontrar peixes gigantes, sanguessugas nojentas, ursos mutantes, e hordas arrepiantes de aranhas. Cada animal inclui também ataques e fraquezas próprios, como as aranhas, por exemplo, que têm medo de luz. É aqui que entram em cena objetos como o isqueiro e a lanterna, mas também o ciclo de noite e dia, um fator que também determina o tipo de criaturas que está no mapa, ou o seu comportamento. Isto se estende aos inimigos humanos, que durante a noite vão procurar abrigos, e claro, têm menos visibilidade, permitindo uma tática mais furtiva.

Metro Exodus oferece bem mais abordagens ao jogador que os jogos anterior, não só porque tem um arsenal mais completo, mas porque o design aberto com ciclo noite e dia oferece mais possibilidades. Mais, até podem tentar acabar a campanha com o mínimo de mortes possível, já que podem evitar inimigos furtivamente, e incapacitar outros. Por outro lado, podem equipar algumas armas poderosas, colocar uma série de explosivos na mala, e rebentar com tudo o que aparecer à frente.

A jogabilidade em si, e os controles, são muito positivos, com boas reações dos inimigos e do ambiente. Também gostamos que agora seja possível atirar granadas e outros itens sem ter de as equipar como armas, aumentando ligeiramente o ritmo da ação. Terão ainda acesso a vários acessórios, como óculos de visão noturna, máscara de gás, binóculos, isqueiros, e lanternas. Cada arma inclui ainda diferentes tipos de munições, que podem alterar em tempo real. Podem ainda criar e equipar uma série de acessórios para as armas, incluindo lentes, miras laser, silenciadores, e outros itens semelhantes. Para conseguirem criar tudo isto, têm de desfazer as armas que encontram durante a aventura, e ainda podem usar estes recursos para manterem as armas e acessórios em condições (de que serve uma máscara de gás com um visor totalmente encardido?).

Imagem

Quanto ao lado narrativo, Metro Exodus é corajoso, e tem alguns momentos bastante poderosos. A narrativa, a atmosfera, e as personagens, sempre foram elementos muito fortes da experiência Metro, e Exodus não é exceção. Podem aprofundar o nosso conhecimento do mundo e das personagens, e cumprir missões secundárias, com contexto narrativo. Além disso, antes do jogo começar, terão direito a um resumo dos dois jogos anteriores. Quem os jogou estará imediatamente pronto para arrancar, e mesmo que nunca tenham jogado, terão uma noção razoável que será suficiente para embarcarem nesta nova aventura.

Metro Exodus merece rasgados elogios em várias áreas, mas também algumas críticas. Mesmo a jogar no Xbox One X, a versão mais poderosa dos consoles, encontramos alguns problemas técnicos. Além de abrandamentos, reparamos em animações e comportamentos estranhos de algumas personagens, e bugs vários. Existe a ressalva de que Metro Exodus deve receber uma atualização em breve, que provavelmente solidificará a experiência de jogo, mas como o que jogamos foi isto, é isto que temos de relatar.

Se são fãs da saga Metro, e polêmicas do Steam e da Epic Store à parte, é bem provável que fiquem muito satisfeitos com Metro Exodus. Os problemas técnicos têm de ser resolvidos em breve, mas em termos de jogabilidade, mundo, atmosfera, e história, a 4A Games cumpriu. Recomendado a fãs, e a quem procura um bom jogo de ação na primeira pessoa, com uma abordagem menos 'hollywoodiana' que outros jogos do gênero.

Imagem

Prós

  1. Narrativa envolvente.
  2. Sistemas profundos, mas relativamente acessíveis.
  3. Elementos razoáveis de sobrevivência.
  4. Opções de combate não letais.
  5. Muito conteúdo secundário.


Contras

  1. Alguns erros técnicos e animações imperfeitas quebram a imersão.

Fonte: Gamereactor

0 Comentários

15 Fev, 2019 - 23:29

1459 Views

8.0

Como você avalia o Metro Exodus?

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Escrever Análise

Comentários