Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar
9.0
Análise de Spyro Reignited Trilogy de Tribo Gamer

À semelhança de Crash Bandicoot, Spyro regressa com uma trilogia completa e melhorada.

O ano passado fomos inundados por nostalgia quando chegou Crash Bandicoot: Nsane Trilogy, uma coleção que reuniu os três clássicos de PSOne numa versão melhorada. Agora é a vez de Spyro receber o mesmo tratamento, com uma coleção que reúne a trilogia original de PSOne, nomeadamente Spyro the Dragon, Spyro 2: Ripto's Rage!, e Spyro: Year of the Dragon.

O conteúdo dos três jogos é essencialmente o mesmo das versões originais, ao nível de design dos níveis, localização de itens e segredos, e assim por diante. Por outras palavras, se ainda têm memória de algo funcionar de certa forma, é provavelmente que funcione de forma idêntica ou similar nestas versões. Não é um remake total, como Ratchet & Clank, mas antes versões altamente melhoradas de jogos que já existiam, tal como Crash Bandicoot.

A principal diferença entre os originais e as novas versões é o grafismo, vastamente melhorado. Spyro Reignited Trilogy não parece um jogo de 1998, mas antes um jogo moderno, com grande detalhe em todos os elementos, desde a relva dinâmica ao fogo que o pequeno dragão cospe. Existem várias alterações menores, detalhes mudados aqui e ali, mas também alguns melhoramentos que visaram elevar a experiência de jogo e a acessibilidade, como a opção para ligar ou desativar um mini-mapa, por exemplo.

Imagem

Mais evidentes serão as alterações feitas a algumas personagens. Spyro é essencialmente o mesmo, mas outras figuras, como Sheila de Year of the Dragon, é um dos melhores exemplos disso mesmo. Na versão original, Sheila era um mero canguru, mas aqui apresenta um penteado cheio de estilo e um casaco. É um modelo altamente detalhado, muito superior ao original, mas que pode ainda assim chocar alguns dos puristas.

A componente sonora é normalmente outro elemento muito importante em revisões deste tipo, mas podemos afirmar que a banda sonora é maioritariamente similar ao que se lembram. Stewart Copeland, baterista do The Police, escreveu um tema único para a coleção, enquanto que Stephan Vankov, que tinha produzido a música dos três jogos originais, re-misturou-a para a coleção. O resultado é uma banda sonora que, semelhante e familiar, tem uma qualidade de áudio muito superior, além de ser também dinâmica em relação ao que se passa no jogo. Existem, contudo, algumas exceções, de níveis que soam completamente diferentes, como Enchanted Towers do terceiro jogo. Não gostam? Bem, então podem sempre mudar para a banda sonora original a qualquer momento.

Imagem

Como já tinha sido noticiado, Tom Kenny, que fez a voz de Spyro no segundo e terceiro jogo, regressou para emprestar a sua voz novamente à personagem. No geral fez um excelente trabalho, tal como os outros atores, acrescentando personalidade e charme ao elenco.

E depois, claro, o mais importante: a jogabilidade. Os três jogos são tão divertidos e fluídos agora como os achamos na altura, mas isso não é dizer que são iguais, porque não são. A verdade é que, se jogássemos os originais hoje em dia, seria difícil ultrapassar alguns dos seus problemas, mas o apuramento dos controles e as novas animações, tornaram a jogabilidade moderna. Não é nada que mude realmente a experiência de jogo, simplesmente a coloca ao patamar atual.

Esse é o principal elemento a retirar desta análise. Spyro Reignited Trilogy apresenta uma série de novidades e alterações que não mudam a experiência de jogo, mas antes, a melhoram. Os mais puristas podem ter de atravessar um período de ajustamento, e podem estranhar algumas mexidas, mas de forma geral, as alterações são positivas, e tornam os jogos muito mais apetecíveis para a geração atual. Foi um excelente trabalho de restauração, que é facilmente recomendado a fãs dos originais, e a completos novatos que possam ter interesse na personagem ou no gênero.

Imagem

Prós

  1. É o mesmo conteúdo, mas significativamente melhorado, ao nível de jogabilidade, som, acessibilidade, e grafismo.


Contras

  1. Nem todos vão apreciar mudanças ao nível das personagens ou da banda sonora.
  2. Alguns problemas menores com a câmara.

Fonte: Gamereactor

0 Comentários

14 Nov, 2018 - 21:23

1522 Views

9.0

Como você avalia o Spyro Reignited Trilogy?

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Escrever Análise

Comentários