Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar
9.0
Análise de Mark of the Ninja de Tribo Gamer

Mark of the Ninja Remastered: Seis anos depois, continua a ser fabuloso.

Mark of the Ninja terá sido um jogos Indie mais relevantes da sua era, quando foi originalmente lançado em 2012. Na altura, apenas os jogadores de PC e Xbox 360 tiveram acesso a este fantástico jogo de plataformas e ação furtiva, mas com um novo re-lançamento, Mark of the Ninja está agora disponível para Xbox One, PlayStation 4, e Nintendo Switch. Remasterizado e otimizado para os consoles atuais, Mark of the Ninja continua a ser um dos melhores jogos 2D de ação furtiva.

Além da história e do fantástico estilo visual, Mark of the Ninja impressiona de imediato com a sua jogabilidade. O movimento do protagonista tem tudo o que poderiam desejar de um ninja, segurando-se às paredes, movendo-se silenciosamente, e até usa um gancho para acender a plataformas elevadas. Também têm acesso a outras ferramentas, todas direcionadas para uma abordagem furtiva.

Imagem

Essa abordagem é essencial em Mark of the Ninja, porque os soldados inimigos são extremamente perigosos. Se falharem nesse comportamento, ou se tentarem uma abordagem mais direta, é quase certo que vão acabar cheios de balas. Dito isto, se forem vistos, não é o fim do jogo. Pensamento e reações rápidas podem resolver o problema, permitindo que regressem às sombras onde é o nosso lugar.

As nossas capacidades vão melhorar com o tempo, já que o jogo inclui um sistema de progressão muito positivo. Existe uma relação entre as habilidades que vão desbloqueando e o design dos níveis, sempre mantendo a jogabilidade fresca com elementos novos, algumas dedicadas a combate, outras ao movimento. As opções táticas do jogador também aumenta, e podem abordar cada área de vários caminhos - existem condutas e percursos alternativos que podem tomar. A certo ponto vão tornar-se poderosos, mas os inimigos também, o que significa se mantém sempre equilibrado e desafiante. É por isso mesmo que, sempre que conseguem limpar uma sala de inimigos sem serem vistos, é altamente satisfatório.

Imagem

O ambiente em si é também importantíssimo, com vários elementos que podem ajudar o jogador. Desde condutas para explorarem caminho alternativos, a plataformas suspensas para surpreenderem os inimigos a partir de cima, passando por vários locais onde se podem esconder, existe uma relação muito dinâmica entre jogador, cenário, inimigos, e habilidades, fruto de um design altamente apurado. Em várias situações nem sequer precisam de eliminar os soldados, e com algum cuidado podem passar por áreas como um verdadeiro fantasma.

O estilo visual, a lembrar desenhos animados de grande qualidade, é também importantíssimo. Não só é muito apelativo à vista, como distingue muito bem todos os elementos, facilitando a leituras de cada situação. Conseguem sempre perceber onde estão os inimigos, os itens, as plataformas, e os locais de esconderijo, o que significa que o desafio vem sempre do design de cada situação, e não de outros fatores. Têm sempre tempo e visibilidade para prepararem o vosso plano de ataque, e depois, executá-lo.

Imagem

Graficamente, esta versão remasterizada não é muito diferente da original, mas está melhor - sobretudo se conseguirem desfrutar da resolução de 4K nos dispositivos que a suportem. Desde o grafismo da jogabilidade, às sequências de animação que alimentam a história, tudo apresenta grande qualidade - e o som é também soberbo, quer a nível de efeitos e de banda sonora. Uma nota ainda para a possibilidade de poderem adquirir esta versão remasterizada com desconto, caso já tenham o original de Xbox 360 ou PC.

De referir ainda que esta edição remasterizada inclui também o conteúdo extra da edição especial, o que inclui um episódio extra, e o modo New Game Plus, para quem quiser repetir o jogo com novos desafios.

Mark of the Ninja Remastered é um jogo obrigatório para quem aprecia ação furtiva e plataformas, sobretudo para os que não tiveram a oportunidade de o jogar, como é o caso dos jogadores PlayStation e Nintendo. Muitos jogos tiveram direito a uma ressurreição durante esta geração de consoles, mas poucos o mereciam tanto quando este Mark of the Ninja. Quando saiu em 2012 era um dos melhores do gênero, e seis anos depois, retém esse título.

Imagem

Prós

  1. Arte fantástica mantém o grafismo atual.
  2. Excelente design.
  3. Jogabilidade de grande qualidade.


Contras

  1. Falta-lhe algum conteúdo para ser uma versão realmente definitiva.

Fonte: Gamereactor

0 Comentários

01 Nov, 2018 - 22:13

389 Views

9.0

Como você avalia o Mark of the Ninja?

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Escrever Análise

Comentários