[ANÁLISE] Se são fãs de Naruto e nunca jogaram esta trilogia, nem pensem duas vezes. - Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 3 - Tribo Gamer
Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar
7.0
Análise de Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 3 de Tribo Gamer

Se são fãs de Naruto e nunca jogaram esta trilogia, nem pensem duas vezes.

A série Naruto: Ultimate Ninja Storm é considerado de forma praticamente unânime como uma das que melhor representaram uma série de animação japonesa. Toda a estória da saga foi lançada em quatro jogos (foram lançados outros, mas sem ligação à estória), e agora, a trilogia original chegou ao Nintendo Switch. De referir ainda que cada jogo pode ser adquirido individualmente por € 19.99, ou em conjunto por € 39.99.

Este mesmo pacote foi libertado para PS4, Xbox One, e PC, mas não sozinho. Um outro pacote incluía também o quarto jogo da saga e a conclusão da estória. É por isso decepcionante que esse jogo não esteja presente neste pacote, ou não esteja sequer anunciado para o Nintendo Switch. Assim, o que vão ter com esta trilogia é uma saga incompleta, que não mostra a conclusão da grande guerra final, ou da relação entre Naruto e Sasuke.

É um pormenor importante, mas que não nega a qualidade deste pacote. Cada jogo tem bastante conteúdo, o que significa que ao todo terão aqui largas dezenas de horas, que recriam com grande qualidade os melhores momentos da série. As batalhas com os bosses (normalmente interativas através de Quick Time Events), estão particularmente bem feitas, com grande qualidade visual.

Imagem

Existe, contudo, alguma incoerência nesta trilogia. Enquanto o primeiro jogo, Naruto Ultimate Ninja Storm, passou-se em grandes mapas aberto em 3D, o segundo e terceiro jogos optaram por um ângulo de câmara fixa, com uma restrição muito maior em termos de espaço e movimento. Isso retirou exploração aos capítulos 2 e 3, e transformou a campanha de estória numa experiência muito mais linear. Por outro lado, esses dois jogos apresentaram mecânicas mais polidas, melhor qualidade gráfica, e um elenco de lutadores bem mais expansivo. Este plantel de personagens jogáveis é amplo através dos três jogos, embora existam naturalmente muitos lutadores reciclados de um jogo para o outro.

O sistema de combate funciona em arenas fechadas, com a câmara colocada atrás da personagem, e com total liberdade 3D. A jogabilidade em si é simples, e muito semelhante de personagem para personagem - mudam apenas alguns pormenores e as habilidades, mas os controlos são quase sempre os mesmos. Podem executar ataques normais, usar Chakra para dar maior poder a esses ataques, utilizar uma série de itens, e ativar ataques especiais. Algumas personagens até conseguem aceder a transformações que os tornam mais poderosos. Os controlos, mais uma vez, são muito simples, e a dificuldade surge antes de aprender a aplicar essas ações de forma correta.

Isto significa que, quem quiser uma experiência mais descontraída, vai encontrá-la nos três jogos, sobretudo nas dificuldades mais baixas. Por outro lado, quem quiser enfrentar as dificuldades mais altas, ou outros jogadores no modo online, terá espaço para aprofundar o seu estilo de combate. Isso implica saber usar os itens para ganharem vantagem durante os combates, aprender a gerir o Chakra de forma eficaz, e dominar todas as ações e habilidades ao dispôr da sua personagem.

Imagem

Todo o conteúdo das versões originais está presente aqui, com a adição extra dos pacotes de conteúdo extra, embora estejam sobretudo limitados a fatos e algumas personagens adicionais de suporte. Além do modo estória existem torneios, modos de treino, e vários colecionáveis para encontrar, incluindo músicas e informações adicionais. Podem ainda escolher entre vozes em inglês ou em japonês.

Graficamente, esta versão não impressiona, mas o mesmo pode ser dito das versões PS4 e Xbox One. A Bandai Namco manteve o grafismo praticamente idêntico às versões originais de PS3, incluindo o facto de correr a 30 frames por segundo em todas as versões. Ou seja, foi um trabalho de remasterização algo desapontante, embora não o seja apenas na versão de Nintendo Switch.

A grande vantagem da versão Nintendo Switch é a mesma que em todos os outros títulos - a portabilidade da consola. Ter a capacidade de jogar toda a trilogia numa consola portátil é um grande atrativo, embora tivéssemos apreciado um esforço maior para aproveitar outras funções do Switch. Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm Trilogy é uma excelente forma de desfrutar da maioria da estória da saga, e com os modos online (se ficarem a funcionar devidamente), podem tentar mostrar a vossa capacidade no modo competitivo. Agora resta esperar que o quarto capítulo acaba por também fazer a transição.

Imagem

Prós

  1. Três jogos num só.
  2. Modo estória está repleto de momentos fantásticos.


Contras

  1. Tal como a série, existem pedaços da estória algo inúteis.
  2. Alguma repetição.
  3. Sem o quarto episódio a estória está incompleta.

Fonte: Gamereactor

0 Comentários

24 Mai, 2018 - 18:14

881 Views

7.0

Como você avalia o Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 3?

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Escrever Análise

Comentários