Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

10 jogos que merecem uma sequência!

Manda mais que tá pouco!

Alguns jogos conseguiram cativar legiões de jogadores e até agregar ao redor de si um culto, fazendo daqueles títulos algo realmente especial...que nunca mais foi levado pra frente. Sejam como gemas solitárias ou jogos que não obtiveram lucro o suficiente para garantir uma sequência, confira nessa lista 10 títulos que nós gostaríamos de ver retornando.

Imagem

Grim Fandango

Jogo que marcou toda uma geração, Grim Fandango popularizou o gênero de Aventura, com um foco extremo na história e resolução de puzzles, contando com personagens carismáticos e cativantes em um mundo concebido de maneira extremamente criativa por Tim Schafer. O clássico de 1998 até ganhou alguns remasters, mas nunca uma sequência.

Imagem

GUN

GUN foi um jogo que fez a alegria de muita gente lá na época do PS2. Ambientando em um velho-oeste hostil, acompanhávamos a jornada de Colton White (que era dublado pelo ator Thomas Jane) em uma jornada por vingança.

Com uma jogabilidade em terceira pessoa cheia de adrenalina, uma narrativa principal recheada de pontos altos e personagens intrigantes assim como side quests interessantes, GUN é uma gema esquecida que nunca viu o raiar da glória, quem dera uma sequência.

Imagem

FEZ

Jogo de plataforma que ajudou a formar o cenário de games indies, FEZ é querido por muita gente graças ao seu visual distinto e jogabilidade instigante, que usa de maneira criativa o cenário 2D do jogo, rotacionando-o de forma 3D.

Muitos fãs ficaram ávidos por uma continuação, mas o excêntrico criador do primeiro, Phil Fish, acabou cancelando o projeto devido ao combate que vinha travando com jornalistas da área.

Imagem

Okami

Desenvolvido pela *Clover Studio antes de fechar as portas, Okami era um jogo com um visual cel-shaded lindíssimo, com uma história onírica e cativante acentuada por um gameplay inventivo e imersivo.

Mas e aí, o que deu errado?

Não vendeu o suficiente. Dizem que é o famoso jogo que veio antes da sua época, então, quem teve o coração conquistado por Okami nunca viu uma sequência até hoje. Mas ei, ano que vem vai rolar um remaster, então quem sabe num futuro próximo...

Imagem

Star Wars: Republic Commando

Jogo de tiro em primeira pessoa, Republic Commando acompanhava o esquadrão de clones Delta em diversas incursões nos mundos de Star Wars, ambientado no período das Guerras Clônicas.

O jogo foi um prato cheio para os fãs da franquia, que o enaltecem até hoje, porém, infelizmente, uma ansiada continuação nunca aconteceu.

Imagem

L.A. Noire

A Rockstar construiu uma reputação de mestre quando se falam em produtoras de jogos, raramente errando e entregando produtos de qualidade ímpar. Foi assim com a franquia GTA, seu carro chefe, e também com outros de seus títulos, como o elogiado Red Dead Redemption, que teve uma sequência anunciada recentemente.

Ainda assim, L.A. Noire, jogo de investigação da produtora que conquistou diversos fãs e arrancou elogios da crítica, não conta com uma continuação. Pelos menos ainda.

Imagem

Brutal Legend

Mais um título de Tim Schafer na lista, Brutal Legend era um jogo incrível em terceira pessoa, que criativamente abraça a mitologia do gênero musical metal em um universo único.

O protagonista era dublado por Jack Black, e diversas figuronas do metal pontuavam presença através da campanha, como Ozzy Osbourne e Lemmy Killmister. O jogo obteve um sucesso cult angariando diversos fãs e críticas favoráveis, ainda que uma continuação pareça estar fora de questão.

Imagem

Eternal Darkness

Eternal Darkness é outro daqueles casos onde o jogo foi um sucesso de crítica que não se converteu nas vendas.

Aqui, o título era exclusivo de Nintendo Gamecube, com mecânicas a lá Resident Evil, mas apresentando também conceitos novos e inovadores para a época, como efeitos de sanidade, e uma narrativa multifacetada surpreendente.

Imagem

Perfect Dark

Jogo do Nintendo 64 que visava aprimorar em cima das mecânicas do clássico GoldenEye 007,Perfect Dark fez sua lição de casa sendo um FPS extremamente polido e surpreendente para a época. Infelizmente, foi lançado quando o N64 já perdia força no mercado, causando o flop de vendas do jogo.

Imagem

Bully

Outro título da Rockstar na lista, Bully aplicava o conceito de mundo aberto e liberdade em gameplay no cenário de uma escola, fazendo com que a criançada da época pirasse no conceito do jogo. Não somente sua ambientação e ideias eram instigantes, ele também fazia um ótimo uso de suas mecânicas e gráficos, como é de praxe com a Rockstar. Infelizmente, devido às controvérsias que se abateram sobre o jogo, uma sequência ainda não foi anunciada, e nem sabemos se será.

Fonte: Legiaodosherois

Comentários

05 Nov, 2017 - 19:44

1334 Views

Comentários