Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar

Phil Spencer duvida que consiga convencer Sony sobre cross-play

Conversa frequentemente com a Sony sobre a possibilidade.

Phil Spencer, o chefe da divisão Xbox, que recentemente conseguiu uma importante promoção no interior da Microsoft, está presente no Brasil Games Show, onde entre outras coisas, voltou a falar da possibilidade do cross-play entre as plataformas Xbox e PlayStation (em conversa com o Gamespot), um sonho antigo de muitos jogadores, em particular dos que apreciam a competição e colaboração online.

Embora Spencer tenha reiterado que não pensa que isso vá algum dia acontecer, garante que não será por falta de tentativas da sua parte:

Em relação ao cross-play "tenho dificuldade em tecer comentários acerca das motivações ou timelines [da Sony]. Sei que há uma linha que defende, se os meus amigos têm este console, não podem jogar com pessoas que compram outro console. Essa é uma razão para eles comprarem a meu console. O raciocínio não vai desaparecer. Estamos a disponibilizar o Minecraft como um dos grandes jogos em qualquer plataforma, permitindo que as pessoas joguem em conjunto independentemente do dispositivo que comprarem. Não me parece que mais ninguém tenha essa abordagem ao ecossistema."

"Nunca vou considerar algo como uma causa perdida, mas penso que certas razões fundamentais, e cenários, não vão desaparecer na verdade. Por isso, não sei o que poderia mudar."


Apesar do apelo do cross-play parecer óbvio para alguns, a verdade é que o tema é divisivo mesmo dentro do universo dos jogadores. Claro que no caso das negociações entre corporações, outros valores falam mais alto, a Microsoft tem hoje uma política de união dos seus principais espaços, que são o Windows 10 e os consoles da família Xbox, enquanto a estratégia da Sony é dirigida para a aposta nos exclusivos, que podem ser jogados "apenas na PS4".

"Penso que as pessoas olham para isso (o cross-play) e dizem que é melhor para os jogadores, tenho dificuldade em perceber porque é que não haveríamos de o fazer, especialmente quando estás a tentar fazer crescer o negócio dos videojogos; desenvolvê-lo, ter mais jogos, criar mais oportunidade."

"Em especial no espaço independente, se vai criar um jogo indie online e vai montar as cinco versões do teu jogo -- steam, Xbox Live no PC, Xbox, PlayStation, Switch, isso cria cenários difíceis para o matchmaking. Estávamos a ajudar os produtores, não a tornar as suas vidas mais difíceis."

Fonte: Pt/Ign

Comentários

12 Out, 2017 - 14:32

365 Views

Comentários

Notícias