Baixe agora o app da Tribo Gamer Disponível na Google Play
Instalar
8.0
Análise de NBA 2K18 de Tribo Gamer

Que tal uma partida de basquete?

Há anos a 2K Games não tem concorrência à altura se tratando de jogos de esportes, e no cenário do basquete, NBA 2K é unanimidade. A EA vem com força esse ano com NBA Live 18, e se ainda não podemos falar se a sempre-vice obteve sucesso ou não, podemos falar sobre a campeã dos últimos anos, que não dormiu em serviço e proporciona com NBA 2K18 uma experiência sólida, realista, divertida e avarenta, muuuito avarenta.

Falamos e repetimos todos os anos sobre o que faz a franquia NBA 2K realmente especial e diferente de qualquer outra série de esportes. Nos jogos você consegue sentir na pele a diferença de jogador para jogador, percebe facilmente a técnica que sobra em um e falta no outro e até quem não entende nada de basquete consegue saber quem é a estrela do time só olhando. NBA 2K realmente te coloca próximo aos jogadores da liga de basquete americana, e a edição 18 leva isso a um novo patamar, com muito mais realismo nas jogadas características e movimentação de cada jogador.



Em termos de jogabilidade, há mudanças sutis e muito bem vindas em NBA 2K18 que vieram pra somar. Por exemplo, um medidor que te mostra assim que a bola é lançada a qualidade do arremesso e as chances de fazer uma cesta. Essa resposta imediata do jogo te ajuda a entender o que fez de certo ou errado no momento do arremesso para poder melhorar da próxima vez. Isso, é claro, serve apenas para o jogador ter a noção do que está fazendo e não é uma regra absoluta que define se você vai ou não fazer a cesta, pra isso há os indicadores nos jogadores que mostram quem está melhor e pior na partida e a habilidade individual de cada um que pesa a favor.

Resumindo: é mais provável que você acerte um arremesso desequilibrado de 3 pontos com 60% de chance com Stephen Curry do que com Isaiah Thomas, por motivos óbvios, mas saberá que aquela cesta custou bastante da vitalidade do jogador que poderia ter vida mais fácil se você fizesse um arremesso melhor posicionado e com timing calculado.

Imagem

O game está divertido tanto para fãs de longa data da franquia quanto para jogadores casuais. É possível vencer fazendo o arroz com feijão ou abusando das jogadas ousadas, passes e dribles que o jogo permite fazer, a movimentação é fluída, os detalhes visuais são simples de entender e intuitivos, fazendo você se lembrar das regras ensinadas no treinamento com certa facilidade. Também achei que as possibilidades que o jogo oferece no geral melhoraram muito comparando com a edição 17, sendo que consegui aplicar na quadra virtual meu estilo de jogo da vida real com certos jogadores, o que raramente acontecia no jogo anterior.

E apesar de ser divertido para novatos, achei que o treinamento poderia ter mais conteúdo e oferecer modos diferentes para aqueles que estão conhecendo NBA 2K. As instruções de dribles principalmente são bem pobres e você poderá notar jogadores novos no modo online só observando o fato de que eles não driblam, ficam jogando a bola de um lado para o outro e têm certo receio de tentar enterradas ou jogadas rápidas com dois ou três passes em sequência (mas eles vão tentar muitas cestas de 3, muitas mesmo).

Visualmente, NBA 2K18 está ainda mais refinado, apresenta personagens mais fiéis às suas versões da vida real e até personagens secundários são bem feitos (sim, os do MyCareer, chegaremos lá). Pessoalmente, tenho problemas com cabelos nos jogos de console – inclusive com Final Fantasy XV -, talvez por já ter visto as maravilhas que o HairWorks faz no PC, e achei que nesse aspecto o jogo ficou devendo. Mas se tratando de fidelidade de jogadores, narradores e realismo das arenas e da torcida, NBA 2K18 se vende fácil.

Imagem

Bom, já falamos da solidez da jogabilidade, da diversão nos jogos e do realismo dos gráficos, agora vamos falar da avareza e, consequentemente, do modo MyCareer.

Nesta edição não somos um personagem que subiu da liga universitária rumo ao topo, mas DJ, um jovem que saiu das ruas e com um pouco de sorte acabou em poucos dias jogando ao lado de seus ídolos. A história não é o forte do modo, infelizmente, sendo que a vida de DJ não é explorada e mesmo você podendo fazer certas escolhas durante diálogos, as coisas acabam se desenrolando da mesma forma – alô Telltale!

Além disso, achei inconsistentes as opiniões dos personagens do modo sobre o meu desempenho comparadas com o que eu realmente desempenhava em quadra. Nos jogos, a nota mais alta que consegui foi um B+ (nessa partida eu realmente estava inspirado), sendo que a média é B- ou C+, uma pontuação apenas ok. Mesmo assim, os NPCs insistem em dizer que eu joguei demais em todas as partidas, ignorando o fato de eu ter entregue a bola do jogo na mão do Varejão no último segundo (não que isso tenha acontecido).

Você começa com overall 60 e a meta, como qualquer modo carreira, é chegar ao 99. Pra chegar lá você tem que ralar muito, treinar, melhorar suas habilidades e aprender coisas novas. Tudo isso você faz no pequeno mapa aberto do game, chamado The Neighborhood. Seu bairro é onde você vive e além de treinar com os outros jogadores do seu time no centro de treinamento, você pode andar livremente por lá, disputar partidas contra jogadores de rua, cortar o cabelo, comprar roupas e tênis ou simplesmente andar de skate pelas ruas. Mas tudo isso tem um preço.



Acostume-se com o termo VC (Virtual Currency), pois ele é o personagem principal do MyCareer. É necessário gastar muito tempo em quadra e ir bem nos jogos para ganhar uma boa quantia, pois você tem que pagar pra cortar o cabelo, por suas roupas e até por aquele Gatorade que precisa pra se hidratar. Na vida não existe almoço grátis e NBA 2K18 deixa isso bem claro não tendo vergonha alguma das microtransações.

O modo, por enquanto, tem trava de dificuldade, e muitos verão o meio de adquirir VC como grinding. Eu entendo esse pensamento, mas não concordo, afinal, você não paga R$ 249/119 num jogo anual pra reclamar que ele está te obrigando a jogá-lo, não é? NBA 2K18 oferece muitas opções no gameplay para não ser monótono e quem realmente quer explorar as possibilidades vai encontrar diversão com ou sem grinding. Mesmo assim, tem de ser destacada a mancada da 2K, que limitou as opções de criação de personagens – o sistema é um dos mais pobres que já vi – a fim de lucrar com VC. Shame!

O modo MyGM, que te coloca no comando de seu time favorito, fora das quadras, segue sendo uma boa opção para aqueles (malucos) que enjoaram da jogabilidade. Ele é divertido do seu modo, sendo necessário observar bem as estatísticas e como cada jogador está indo para fazer trocas certas e tomar boas decisões. Suas decisões também tem peso fora da quadra.

Imagem

A jogabilidade de NBA 2K18 vai com certeza agradar a maioria esmagadora de jogadores e ofuscar as mancadas do MyCareer. Ainda há uma grande diversidade de modos para aproveitar, partidas de exibição para jogar após um longo dia de trabalho e campeonatos inteiros para os desocupados. O modo online funciona muito bem também e é possível disputar partidas justas sem que o lag atrapalhe nenhum dos dois lados.

A trilha sonora merece um lugar de destaque pela ótima seleção de músicas que embalam os intervalos, treinamentos e menus, mas o que realmente tem de ser louvada é a narração do jogo que tem um sabor especial com as observações de Shaquille O’Neal durante as partidas. Se você ainda não gostava do Kazaam, vai aprender a gostar depois de jogar.

Veredito: NBA 2K18 é um ótimo jogo, em muitos aspectos o melhor da franquia e prova que a 2K segue evoluindo em seus jogos com ou sem concorrência, mas fica devendo e muito no My Career que, para mim, foi decepcionante. Ainda é possível se divertir muito com o jogo e os defeitos não apagam sua qualidade, que é sem igual.

RESUMO PARA OS PREGUIÇOSOS

NBA 2K18 é em muitos aspectos uma evolução direta da edição 17, como era de se esperar. A jogabilidade está mais precisa e oferece muito mais opções para diferentes tipos de jogadores, a comunicação do jogo no geral é mais clara e torna comandos intuitivos e as partidas são divertidas. Os gráficos estão melhores, a trilha sonora continua sensacional e a narração é um show à parte.

Mas se você está esperando algo do modo MyCareer, tire o cavalinho da chuva porque ele fica devendo, e muito. Apesar disso, NBA 2K18 tem muita coisa boa a oferecer e quem estiver disposto a explorá-lo irá se divertir bastante.

Muito bom. O jogo (ou filme/série) é muito bom e é recomendado para a maioria dos fãs de videogame (ou cinema). Pode apresentar alguns problemas que afastem eventuais jogadores (ou espectadores), mas, se você é um fã do gênero do game (ou filme), dê uma tentada que você provavelmente não vai se arrepender.

Fonte: Criticalhits

0 Comentários

22 Set, 2017 - 01:41

426 Views

8.0

Como você avalia o NBA 2K18?

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Escrever Análise

Comentários